Política

‘Presidente deu tom de harmonia em carta’, diz Paulo Skaf

Em entrevista à CNN, presidente da Fiesp falou sobre manifesto que pede entendimento entre os Três Poderes

Em entrevista à CNN nesta sexta-feira (10), Paulo Skaf, presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), afirmou que a nota divulgada pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) traz tom de “harmonia e entendimento”. A Fiesp publicou, na quinta-feira (9), o manifesto “A Praça é dos Três Poderes”, em que se posiciona, em parceria com 247 entidades, a favor da harmonia entre os Três Poderes.

Skaf ressaltou que a publicação da nota após os atos de 7 de Setembro nada tem a ver com articulação política. E destacou a importância de os Poderes manifestarem-se a favor do diálogo e a harmonia.

“Nada tem a ver com a mensagem do presidente, eu desconhecia que o presidente soltaria aquela nota, mas fico feliz porque vem ao encontro. E até cumprimento o presidente pelo desprendimento dele, e por dar um novo tom, o tom da harmonia e do entendimento”, disse.

Horas após publicar uma manifestação pública a respeito da crise institucional entre os Poderes, o presidente Jair Bolsonaro disse, em live nesta quinta-feira (9), estar aberto para a conversa.

“Não tem nada demais ali [na declaração]. Eu acho que o que eu dei a resposta ali é o seguinte: eu estou pronto para conversar.”

Paulo Skaf destacou que a mensagem divulgada pelas entidades foi emitida, igualitariamente, para todos os Poderes.

“O manifesto diz que é igualmente para todos os Poderes, simultaneamente, é um manifesto de pacificação, uma mensagem a todos os Poderes da República, ao Legislativo, ao Executivo e ao Judiciário, cada um deve cumprir sua função”, afirmou Skaf.

“Espero que isso se consolide, isso que interessa, precisamos dar emprego para as pessoas, estamos na 4ª revolução industrial, vão nascer novos setores. Não pode ficar batendo cabeça em Brasília, é perder tempo achar quem é o maior culpado”, acrescentou.

De acordo com a mensagem da Fiesp, a harmonia entre os Poderes “tem que ser a regra”, como deixa claro a Constituição brasileira.

“A representação arquitetônica da Praça dos Três Poderes expressa a independência e a harmonia entre o Legislativo, o Executivo e o Judiciário”, diz o texto, que não conta com a assinatura da Federação Brasileira de Bancos (Febraban).

Fonte: CNN Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
%d blogueiros gostam disto: