BahiaEntretenimento

Capoeira patrimônio cultural imaterial no bate-papo Sesc Virtualidades

A capoeira como patrimônio cultural e imaterial da humanidade é o tema da próxima live bate-papo do projeto Sesc Virtualidades, que acontece nesta terça-feira, 04, a partir das 16h, no canal do Sesc Bahia no Instagram (@sescba). Para discutir o assunto, o convidado da vez é Mestre Duda, que vai abordar questões relacionadas a essa temática, como cultura popular e corporal e patrimônio cultural. A live terá a mediação do ator e poeta Daniel Farias.

Mistura de dança e arte marcial, que chegou ao Brasil no século XVI por meio dos africanos, a capoeira produziu nomes como os de Mestre Bimba e Mestre Pastinha e é um dos ícones das culturas baiana e brasileira. Em 2014, a roda de capoeira foi declarada Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade pela Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e cultura (Unesco).

Nascido em Salvador, Eduardo Carvalho Correia Filho, o Mestre Duda, é mestre de capoeira e professor de educação física com mais de 30 anos de envolvimento direto com essa expressão cultural e 20 anos de docência, com trabalhos reconhecidos no Brasil e no exterior. Além de capoeirista, ele é pesquisador do tema e atuante na produção de políticas públicas envolvendo a capoeira. Mestre Duda dirige, desde 2004, a organização Lua Branca: Escola de Capoeira e Militância Cultural, organismo que articula essa arte entre cidades baianas, além de ser professor da Rede Pública Estadual, na qual fomenta a capoeira como parte do ensino das culturas tradicionais de matriz africana. Ele também foi consultor técnico da Superintendência do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) na Bahia na elaboração e execução do Seminário Estadual de Salvaguarda da Capoeira e na construção do Plano de Salvaguarda. 

“É muito importante que a gente compreenda a necessidade das culturas populares, sobretudo as culturas populares de matriz afro brasileira, terem o reconhecimento do Estado como patrimônio imaterial. E a gente vai falar dessa importância”, diz Mestre Duda.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar