Colunas

Tratamento capilar, “sculptra” e modelagem corporal são tendências pós-pandemia

Busca por procedimentos estéticos minimamente invasivos ditam nova moda entre brasileiros.

Cuidar do corpo e da aparência tem sido uma preocupação frequente — e igualmente histórica — na vida dos brasileiros. Segundo pesquisa da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), 7 em cada 10 consumidores relatam que os gastos com a beleza não é uma questão de luxo, e sim de necessidade.

Optando por tratamentos que melhorem a autoestima, a Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica (ISAPS) registrou um crescimento de 200% na procura por procedimentos estéticos — sobretudo os minimamente invasivos — desde a virada do século. A febre global do botox (toxina botulínica), que já despontava como tratamento “queridinho” dos brasileiros, vem ganhando novos concorrentes, como tratamentos capilares, “sculptra” e o “fox eyes” — tendência entre as celebridades.

O surgimento dessas novas tendências entre os procedimentos estéticos, segundo o especialista em Biomedicina Estética e palestrante internacional, Dr. Vinícius Said, é um derivado da pandemia do coronavírus (COVID-19). O profissional reconhece que o isolamento social estimulou uma análise meticulosa da face por parte dos brasileiros, evidenciando rugas e marcas de expressão que antes eram despercebidas devido a rotina.

“Tratamentos para a face, no geral, vem ganhando um espaço notável nas clínicas. O fox eyes, por exemplo, é uma técnica que ganhou holofotes recentemente pelo destacamento da região ocular, muito requisitada e espelhada pela população por causa dos artistas. Assim como o isolamento social vem chamando a atenção para os cuidados na região da face, a ansiedade e o estresse gerado pela quarentena também tem feito o tratamento capilar recobrar seu destaque”, explica.

Formado pela Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública, o biomédico destaca seis (6) principais tendências estéticas na pós-pandemia: toxina botulínica (botox); tratamento capilar; bioestimulação de colágeno com sculptra; preenchedores faciais; “lipo” de papada não cirúrgica e modelagem corporal sem cortes.

O especialista afirma ter notado uma predileção dos pacientes por exposições mínimas e procedimentos invasivos não cirúrgicos, o que justifica as novas tendências no país. “Os riscos de intercorrências são menores entre esses tratamentos. Sem contar que as pessoas constantemente estão querendo mudar a aparência e o procedimento cirúrgico uma vez realizado, fica difícil reverter”, elucida.

Elegendo o “procedimento destaque” do ano para a região facial e que deve conquistar ainda mais espaço em 2021, Vinicius afirma que o “sculptra” já está sendo apadrinhado por muitos especialistas como o melhor bioestimulador de colágeno do mundo — promovendo o rejuvenescimento da pele. Especialista na área e revisor da “Revista Brasileira de Estética”, o doutor explica que o procedimento é de forma injetável, sendo administrado em pontos específicos da face o ácido poli–L–lático, oferecendo resultados incríveis já na primeira sessão.

“O fresquinho milagroso é capaz de aumentar a produção dos fibroblastos, célula que dará origem a fibras de colágeno, fibras reticulares e elásticas na derme. Com isso, o ‘sculptra’ oferece um efeito ‘lifting’, dando um tônus e melhorando a flacidez da pele, além de deixá-la nutrida e com um aspecto saudável. Esse tratamento tem tudo para se tornar o procedimento estético mais procurado após a pandemia”, destaca.

Com relação ao “procedimento estético destaque” da região corporal, Vinicius elege o “remodelamento sem cortes”. Segundo o biomédico, o método reúne técnicas científicas de eletroterapia associada a prescrição e injetáveis, capazes de remodelar o corpo com resultados surpreendentes em uma sessão. “Pacientes chegam a perder 15 cm em uma única sessão. O método conta ainda com um acompanhamento nutricional, ‘detox’ alimentar e corporal, capazes de potencializar o resultado”, conclui.

Para mais informações sobre a Clínica Dr. Vinicius Said, entre em contato através do telefone 71 3035–1085 e 71 9 91908415, ou acesse o perfil do Instagram @viniciusaid.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar