CidadesPiemonte do Paraguaçú

Força-Tarefa que fiscaliza o “lockdown” realiza ações em Itaberaba

ASCOM

A Força-Tarefa, responsável pela fiscalização do cumprimento do “lockdown” e do Toque de Recolher, está realizando ações tanto na cidade quanto na zona rural do município.

Responsável pela fiscalização do cumprimento do “lockdown” e do Toque de Recolher, a Força-Tarefa realiza ações tanto na cidade quanto na zona rural do município. Sendo assim, as ações na cidade começaram na última sexta-feira (26). Bem como na zona rural, as ações aconteceram, no sábado (27) à tarde e durante todo o dia de domingo (28), nas principais vilas e povoados de Itaberaba.Segundo a Coordenação de Vigilância em Saúde, da Secretaria Municipal de Saúde (Sesau) da Prefeitura de Itaberaba, que coordena as ações de fiscalização da Força-Tarefa, as intervenções têm apresentado um saldo positivo. “Já percebemos a tomada de consciência das pessoas, com relação ao uso de máscaras, no entanto, precisamos avançar na questão do isolamento social”, disse a coordenadora de Vigilância em Saúde, Aline Negrão.

Força-Tarefa na Cidade

Força-Tarefa, composta por diversos órgãos público municipais e estaduais, iniciou o seu trabalho na sede do município, já na sexta-feira. Desta forma, foram realizadas atividades de orientação aos comerciantes sobre os estabelecimentos comerciais não essenciais que devem permanecer fechados no período estabelecido pelo Decreto Municipal. As ações, com o objetivo de salvar vidas, fazem parte das medidas de prevenção ao contágio pelo novo coronavírus (COVID-19).Também foram foram realizadas ações de orientação, às pessoas que estavam nas ruas, sobre os deslocamentos durante o dia e o toque de recolher. Durante o dia, as pessoas só devem sair de casa para buscar serviços essenciais como, por exemplo, farmácias e mercados para compra de alimentos. A partir das 18h, até às 4h, só é permitido o deslocamento para serviços de urgência e emergência, além daqueles relacionados com atividade profissional. Posteriormente, ainda na sexta-feira, a Força-Tarefa promoveu blitz sanitárias em dois pontos da cidade para orientações mais específicas sobre o Toque de Recolher. Essas blitz foram realizadas, simultaneamente, na avenidas Ruy Barbosa e Luiz Viana Filho, a partir das 18h, com foco no toque de recolher. Nelas todas as pessoas, em veículos ou à pé, foram abordadas e indagadas sobre o motivo do deslocamento, além de receberem orientações sobre o Decreto.

Ações da Força-Tarefa na zona rural

Na zona rural do município, as ações de fiscalização do cumprimento do Decreto começaram na tarde de sábado e prosseguiu durante o domingo. Sendo assim, a Força-Tarefa passou pelos povoados de Vila São Vicente, Santa Quitéria, Alto Vermelho, Guaribas, Ipoeira, Alagoas e Itaíba.Na oportunidade foram realizadas blitz nos estabelecimentos comerciais dessas localidades que estão com o seu funcionamento suspenso neste período. Além disso, foram realizadas barreiras sanitárias para o monitoramento clínico das pessoas, com a aferição de temperatura e a recomendação do uso de máscaras e do distanciamento social.Segundo a coordenação da Força-Tarefa, o Povoado de Ipoeira foi o que apresentou o maior números de pessoas sem máscaras e sem obedecer ao isolamento social, exigindo das autoridades uma atenção redobrada. No domingo, houve uma denúncia de “festa” no Povoado de Guaribas, não comprovada. As ações de fiscalização da Força-Tarefa continuam até próxima quinta-feira (2), quando termina o período de “lockdown” estipulado pelo Decreto.

A Força-Tarefa

A Força-Tarefa realiza ações de fiscalização em conjunto e é coordenada pela Secretaria Municipal de Saúde (Sesau), através da Coordenação de Vigilância em Saúde ー por meio das gerências de vigilância Epidemiológica e Sanitária. Integram a Força-Tarefa a Guarda Civil Municipal (GCM); a Superintendência Municipal de Trânsito e Transporte (SMTT); e a Coordenação de Meio Ambiente da Secretaria Municipal de Agricultura (Seagri).Também fazem parte da Força-Tarefa a Ouvidoria Geral do Municipio (Ouvidoria), a Procuradoria Geral do Município (PGM) e Defesa Civil Municipal (DCM). O Força vai contar, ainda, com o auxílio da Polícia Militar da Bahia (PMBA), através do 11º Batalhão de Polícia Militar (BPM); do Corpo de Bombeiros Militar da Bahia (CBMB), através do 11º Grupamento de Bombeiros Militares (GBM) de Itaberaba, e da Polícia Civil da Bahia (PCBA).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar