Entretenimento

Cantora Juliana Bonde tem casa assaltada e revela ameaças de morte: ‘Cansada’

A cantora baiana Juliana Caetano, vocalista do Bonde do Forró, revelou em seu perfil no Instagram que ela e sua família foram vítimas de um assalto no último sábado (21), em sua casa, no interior de São Paulo. A artista, que é mais conhecida como Juliana Bonde e tem 5,8 milhões de seguidores na rede social, disse ter perdido quase todos os seus bens e revelou ter sido ameaçada.

“Eu fui ameaçada de morte. Eu e a minha família. E eu acho que a única forma de eu poder resolver alguma coisa é pedindo ajuda e falando. Eu tô cansada, cansada, cansada de ter que mudar de casa. Cansada”, desabafou ela, aos prantos, num vídeo. 

Juliana, que é natural de Barreiras, no oeste do estado, contou ter realizado um sonho ao comprar a casa e ter conseguido fazer com que o pai, ajudante de pedreiro, parasse de trabalhar. Os dois e a mãe da cantora moram na residência.

“Para chegar na minha casa tinha que andar uns dez quilômetros de estrada de chão. Eu queria me isolar mesmo por causa das ameaças que eu recebo”, disse.

Em novembro de 2019, ela já havia feito outro vídeo em que divulga um áudio em que ela e a família sofriam ameaças de morte. Além dos áudios, segundo Juliana, o desconhecido enviava fotos de seus irmãos e de outros integrantes da família. A cantora afirmou, na época, que já vinha tentando resolver o problema na Justiça.

Assalto à residência
Às 2h de sábado, conta a cantora e influenciadora digital, o pai desceu gritando que a mãe estava passando mal. Juliana foi ver o que estava acontecendo e ouviu chutes na porta. Assustada, a artista foi ver quem era.

“Quando eu desci e abri a porta, um homem já puxou pelo meu cabelo, colocou a arma nas minhas costas e mandou a gente entrar. Depositaram muito dinheiro da minha conta. Levaram também todo o dinheiro que eu tinha em casa… não sei que besteira da minha cabeça. Eu deixava quase todo o meu dinheiro em casa, num cofre”.

Equipamentos de trabalho e câmeras de Juliana também foram levados, segundo ela, que afirmou que a perda material foi o “de menos”.

“O que foi pior é o trauma, ver a tristeza do meu pai. E agora não sei se ele vai voltar, se ele vai ficar aqui. Eu queria pedir muito para alguém fazer alguma coisa. Eu fiz boletim de ocorrência, mas a gente sabe que essas coisas parecem que não andam, não resolvem nada”, relatou.

Em seu desabafo, a artista disse que tem certeza que o assalto foi planejado por alguém muito próximo a ela: “Foi alguém muito próximo de casa mesmo. Porque sabia tudo. Sabia onde estava o dinheiro, sabia de muitas coisas, sabia onde estava dormindo meu pai e minha mãe”.

A cantora fez ainda um pedido de ajuda e disse que pensa em deixar o país. “Eu queria pedir para alguém me ajudar. Eu estou muito cansada. Toda vez ter que mudar de casa, ameaça. Tô pensando muito… sei lá se eu vou embora do Brasil, porque é muito triste. Eu amo demais morar aqui mas não sei se vale a pena ficar mais arriscando a minha vida, a minha família”, relatou ela, que caiu no choro em seguida: “Eu só quero que peguem essas pessoas que estão me perseguindo”.

Juliana revelou ainda que os bandidos que assaltaram sua casa falaram que foram ao local para matá-la porque “pediram para tirar” a vida dela. “Graças a Deus o pior não aconteceu”, encerrou a cantora.

O Globo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
%d blogueiros gostam disto: