DestaqueEsportes

Bahia vence Fortaleza e pressiona Vasco contra o Corinthians neste domingo

O Bahia deu um passo importantíssimo na luta pela permanência na Série A ao vencer o Fortaleza por 4 a 0, na Arena Castelão, na noite de hoje (13).

Voltando a vencer fora de casa após mais de três meses (15 jogos), o Tricolor de Aço derrotou o Leão do Pici com três gols do meia Rodriguinho e um do atacante Rossi.

Com o resultado, o Bahia sobe para o 15º lugar e vai aos 41 pontos, ficando a quatro do Vasco, que abre o Z4, na 17ª colocação. O Fortaleza ocupa agora a 16ª posição, com o mesmo número de pontos do Tricolor de Aço. Dependendo dos resultados de Vasco e Goiás, amanhã (21), tanto o Leão do Pici quanto o Bahia podem garantir a permanência na Série A já ao final da rodada.

Já a situação do Cruzmaltino se tornou complicadíssima. Além de precisar vencer seus dois jogos restantes, contra Corinthians e Goiás, o clube carioca precisa que Bahia ou Fortaleza não vençam na última rodada. Se perder amanhã (21), na Neo Química Arena, o time de Vanderlei Luxemburgo estará rebaixado.

Quem foi bem: Rodriguinho

Muitas vezes questionado desde que chegou ao Bahia, o meio-campista teve uma noite memorável, digna das atuações que teve na campanha do título nacional de 2017 pelo Corinthians. Além de protagonizar a criação de seu setor, sofreu um pênalti e marcou três gols, ajudando o Bahia a dar um passo largo na luta pela permanência na Série A.

Quem foi mal: Felipe

Além de ter falhado algumas vezes na marcação, o volante foi expulso ao cometer o pênalti que tornou impossível a reação do Fortaleza na partida.

Bahia aproveita primeira chance e então se fecha

Diferentemente de seus últimos quatro jogos, o Bahia abriu o placar na Arena Castelão. Esbanjando eficiência, o time de Dado Cavalcanti converteu em gol a primeira oportunidade que criou na partida, logo aos seis minutos, em um cruzamento de Nino Paraíba para Rodriguinho, que cabeceou no contrapé de Felipe Alves.

A partir do gol, o Fortaleza passou naturalmente a ter mais posse de bola e o Bahia a apostar nos contra-ataques. Apesar de movimentado e com temperatura alta, o jogo não voltou a ter grandes emoções até o intervalo.

Qualidade ofensiva do Bahia resulta em goleada

O roteiro do primeiro tempo quase se repetiu já após a volta do intervalo. Com menos posse, o Bahia soube fazer rapidamente a transição entre setores e, contando com a cadência e visão de jogo de um Rodriguinho inspirado, quase ampliou o placar em um chute rasteiro cruzado de Ronaldo.

Dessa vez, porém, o contragolpe não demorou. Dois minutos depois da oportunidade criada pela Bahia, o volante Felipe tabelou com Wellington Paulista e teve seu forte chute defendido pelo goleiro Douglas.

Poucos minutos depois, novamente na base do contragolpe, o Bahia ampliou o placar em uma jogada praticamente idêntica à do primeiro gol, em mais um cruzamento de Nino Paraíba convertido por Rodriguinho.

“Reidriguinho” amplia e Rossi fecha a conta

Aos 20 minutos da etapa final, o volante Felipe puxou Rossi pela camisa dentro da área e o árbitro Luiz Flávio de Oliveira marcou pênalti. Rodriguinho cobrou e fez o seu terceiro na partida.

Retribuindo o pênalti sofrido pelo companheiro, Rodriguinho foi derrubado 14 minutos depois de garantir seu hat-trick e cedeu a bola para Rossi, que deu números finais ao placar.

FICHA TÉCNICA
FORTALEZA 0x4 BAHIA

Motivo: 37ª rodada do Brasileirão
Data/Hora: 20/02/2021, às 21h (de Brasília)
Local: Castelão, em Fortaleza (CE)
Árbitro: Luiz Flávio de Oliveira (SP)
Assistentes: Danilo Ricardo Simon Manis e Miguel Caetano Ribeiro da Costa (ambos de SP)
VAR: Márcio Henrique de Gois (SP)

GOLS: Rodriguinho, do Bahia, 7′ do 1º tempo (0-1); 17′ do 2º tempo (0-2) e 20′ do 2º tempo (0-3); Rossi, do Bahia, 36′ do 2º tempo (0-4)
Cartões amarelos: Luiz Henrique, Felipe e Mariano Vázquez (FOR), Matheus Bahia, Ronaldo, Lucas Fonseca (BAH)
Cartão vermelho: Felipe (FOR)

FORTALEZA: Felipe Alves; Gabriel Dias (Tinga), Paulão, Quintero, Bruno Melo; Felipe, Juninho e Luiz Henrique (Mariano Vázquez); Romarinho (Osvaldo), Wellington Paulista (Ronald) e David (Bergson). Técnico: Enderson Moreira

BAHIA: Douglas; Nino Paraíba, Ernando (Juninho), Lucas Fonseca e Matheus Bahia; Gregore, Ronaldo e Patrick de Lucca; Rodriguinho (Juninho Capixaba), Rossi (Thiago Andrade) e Gilberto (Gabriel Novaes) (Daniel). Técnico: Dado Cavalcanti.

Portal UOL

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar