Esportes

Vitória aposta no apoio da torcida para manter viva chance de permanência

Durante a semana, a torcida do Vitória voltou ao Barradão e viu o time ter uma das melhores atuações da temporada em um compromisso válido pela Pré-Copa do Nordeste. Neste sábado, 23, os rubro-negros vão ao estádio empurrar a equipe em uma luta ainda mais importante, contra o rebaixamento para a Terceira Divisão. O Leão recebe o Brasil de Pelotas, no Barradão, às 16h30, pela 31ª rodada da Série B.

Vai ser o primeiro jogo do Vitória com torcida na atual edição da Segundona. O reencontro deu muito certo no Pré-Nordestão, e gerou expectativas para a reta final da competição nacional. Na noite da última terça-feira, foram cerca de 1.200 pagantes na arquibancada do Barradão, público que deve ser maior neste sábado, com a partida em dia e horário mais acessíveis.

Os resultados da rodada e o fato de enfrentar o lanterna da Série B também deve ser incentivos a mais para os rubro-negros irem ao estádio. Aqueles que decidirem acompanhar a partida in loco têm uma missão: apoiar o time integralmente. O pedido partiu do técnico Wagner Lopes, na sexta, 22, durante entrevista coletiva.

“A mensagem que a gente deixa é que o nosso torcedor é muito importante para nós nesse momento. Tenho certeza que com a ajuda do torcedor vamos conseguir nosso objetivo”, disse o treinador.

O “objetivo” citado por Wagner Lopes é deixar a zona de rebaixamento da Série B, algo que não vai acontecer neste sábado, mas pode ficar mais próximo de se tornar realidade em caso de triunfo rubro-negro. Se terminar o sábado com mais três pontos, o Leão iguala os 32 do Londrina, que abre o Z-4 na 17ª posição da tabela.

Apesar da necessidade de vencer, e do empurrão que deve vir da arquibancada, o técnico Wagner Lopes prometeu um time “paciente” dentro de campo. Ele quer evitar que a empolgação ofensiva deixe a defesa desprotegida, como já aconteceu em outras partidas no Barradão este ano.

“O jogo amanhã é um jogo de paciência, um jogo que você tem que jogar os 90 minutos concentrado, disputar todos os lances como se fossem lances decisivos porque só isso vai realmente nos dar o resultado que a gente precisa”, analisou o treinador do Leão.

Problemas no ataque

Se por um lado a partida pelo Pré-Nordestão mostrou a importância da torcida do Vitória, por outro deixou o time sem um centroavante. A vaga na equipe titular vinha sendo ocupada por Manoel, que sofreu um corte no rosto e não vai estar em campo neste sábado, contra o Brasil de Pelotas.

Samuel, artilheiro do Vitória na temporada com nove gols, seria a reposição imediata, mas o atacante está afastado para recuperar a melhor forma física. Na sexta, inclusive, o prata da casa foi alvo de palavras duras do treinador rubro-negro.

“Samuel, quando estiver em forma, quando estiver com o percentual de gordura, quando estiver com peso no que a gente quer, estiver bem fisicamente, estiver treinando melhor do que os outros, aí ele vai jogar”, afirmou Wagner Lopes.

O único centroavante de ofício à disposição para neste sábado é Eron. Só que já faz um mês desde a última vez que ele foi relacionado para uma partida. Sem contar que a fase do atacante não é das melhores. Este ano ele entrou em campo 16 vezes e não marcou nenhum gol.

A tendência, então, é que Wagner Lopes improvise algum jogador de outra posição no setor. Fernando Neto, Caíque Souza, David, Alisson Santos e Soares foram as opções ofensivas que começaram no banco a última partida do Leão. É daí que pode sair a “solução interessante” que o treinador disse ter encontrado na entrevista coletiva.

Nas demais posições, o técnico deve repetir a escalação das últimas duas partidas, quando o Vitória venceu Sampaio Corrêa e Itabaiana. Isso inclui a presença do goleiro Lucas Arcanjo, que se recuperou das dores no joelho e vai para a partida no Barradão.

Fonte: A Tarde Online

VITÓRIA X BRASIL-RS – 31ª RODADA DO CAMPEONATO BRASILEIRO SÉRIE B

Local: Estádio Manoel Barradas (Barradão), em Salvador (BA), às 16h30
Árbitro: Heber Roberto LopesAssistentes: Éder Alexandre e Johnny Barros de Oliveira (trio de Santa Catarina)Vitória – Lucas Arcanjo; Raul Prata, Wallace Reis, Mateus Moraes e Roberto; João Pedro, Eduardo, Bruno Oliveira e Fernando Neto; Fabinho e Marcinho. T: Wagner Lopes.Brasil-RS – Marcelo Oliveira; Arthur, Ícaro, Kevin e Diego Gomes; Bruno, Matias, Rildo e Renatinho; Erison e Netto. T: Jerson Testoni.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo
%d blogueiros gostam disto: