DestaqueSalvador e RMS

União de diferentes crenças encanta turistas na Lavagem do Bonfim

Na próxima quinta-feira, dia 16 de janeiro, é dia de reverenciar Nosso Senhor do Bonfim, o padroeiro do coração dos baianos. A tradicional lavagem em homenagem ao santo, sincretizado como oxalá no candomblé, reune baianos e turistas de várias partes do Brasil e do mundo, além de autoridades e a Criativa On Line acompanha tudo de perto.

O cortejo de fé, devoção e alegria mostra a marca que caracteriza as festas populares do estado, unindo fiéis católicos e das religiões de matrizes africanas.

Como manda a tradição, baianas, tipicamente trajadas abriram o cortejo, carregando jarros com água de cheiro (preparada com flores e folhas cheirosas utilizadas nos rituais dos terreiros de Candomblé) para o ritual da lavagem do adro da Igreja Santuário do Senhor do Bonfim. Elas foram seguidas por uma multidão, alegre e emocionada, vestida de branco. Grupos culturais, bandinhas e capoeiristas animaram o percurso.

No trajeto de oito quilômetros, feito a pé, entre a Basílica da Conceição da Praia, no bairro do Comércio, e a Colina Sagrada, onde fica a famosa Igreja do Bonfim, os participantes aproveitam para rezar, fazer e renovar pedidos, agradecer as graças alcançadas e renovar as energias.

As demonstrações de fé e a beleza da festa estão entre os motivos que convidam os turistas a participar da lavagem, que faz parte da tradição baiana de aliar aspectos sagrados e profanos nas comemorações religiosas da Bahia.

Na chegada à Colina Sagrada, muitos aproveitam a oportunidade para banhar a cabeça com as águas perfumadas trazidas belas baianas, num gesto de fé, esperança e purificação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar