Saúde

Saúde alerta para importância do diagnóstico precoce do câncer de mama

Mulheres acima de 50 anos de idade ou com histórico de câncer de mama na família fazem parte do grupo de risco

O câncer de mama continua sendo a principal causa morte por neoplasia entre a população feminina em idade fértil em Salvador e a forma mais eficaz de descobrir e prevenir a doença é através da realização do exame. Porém, das 39 mil vagas disponibilizadas este ano (até maio) pela Secretaria Municipal da Saúde para a realização de exames gratuitos de mamografia, apenas 38% foram preenchidas (aproximadamente 15 mil exames realizados no período).

“Se conseguirmos identificar um câncer de mama em estágio precoce, a chance de cura é acima de 90%. Por isso é importantíssimo que as mulheres que fazem parte do grupo de risco, que são aquelas acima de 50 anos de idade ou com histórico da patologia na família, procurem periodicamente o serviço de saúde para realização do exame”, alertou a coordenadora da Saúde da Mulher do município, Sandra Marques.

Para ter acesso ao procedimento basta que as interessadas procurem uma das 138 unidades básicas da rede municipal munidas do documento de identificação com foto, cartão SUS e a requisição de mamografia preenchida por profissional habilitado para o agendamento do exame em uma das 15 clínicas e hospitais contratualizados pela Prefeitura. Para mulheres entre 50 e 69 anos, a indicação do Ministério da Saúde é que o exame de rastreamento seja realizado a cada dois anos. Esse procedimento pode ajudar a identificar o câncer antes do surgimento dos sintomas.

A SMS garante a oferta gratuita de exame de mamografia para as mulheres residentes na capital em todas as faixas etárias. A recomendação, por parte dos médicos, é que a avaliação seja feita antes dos 35 anos somente em casos específicos.

Dados – As taxas de mortalidade por câncer de mama continuam elevadas no município – média de 120 óbitos anualmente – por conta do diagnóstico tardio, geralmente, quando a doença está em estado avançado. De acordo com o Instituto Nacional do Câncer (INCA), a estimativa é que somente este ano, sejam detectados cerca de mil novos casos da patologia na capital baiana.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também

Fechar
Fechar