Colunas

Confira algumas dicas para preparos saudáveis de pratos típicos no São João

O São João está chegando! E, tão importante quanto dançar um forró e se encontrar com amigos e familiares, é aproveitar a culinária típica desse período. Bolos, licores, milho, amendoim. Não faltam opções.  Mas, será que é possível aproveitar essa riqueza de sabores sem sobrecarregar o organismo ou prejudicar o comportamento gastrointestinal? A resposta é sim. A seguir, Nutricionista da Gestão de Saúde, do Grupo Fleury, detentor da Diagnoson a+ na Bahia, Amanda Ferrão, dá dicas importantes. 

 “Nesse período, é comum exagerarmos na alimentação. O clima de festa e a temperatura mais amena contribuem para a ingestão de alimentos mais gordurosos. E, também, sempre vem aquele pensamento: São João só é uma vez por ano. Mas, é importante passar por ele sem trazer danos para os dias seguintes. Por isso, equilíbrio é importante. Saber diversificar os preparos, fazendo substituições saudáveis, que não comprometem o sabor, é fundamental”, destaca a especialista.  

Veja a seguir, como melhor aproveitar cada ingrediente, sem se descuidar da saúde. Pequenas adaptações fazem a diferença! 

Milho: cozido, assado ou grelhado é uma boa pedida. Cuidado apenas com o excesso de sal ou manteiga. Uma dica é utilizar ervas para o tempero e pegar leve na manteiga ou outro óleo. Na hora de grelhar, opte por fios de azeite.  

Pamonha: a pamonha pode ser feita com leite de coco in natura no lugar do de garrafinha;e com menor porção de açúcar, podendo optar pelo mascavo ou o demerara no lugar do refinado.

Pipoca: use a panela e não o micro-ondas. A pipoca não precisa de muito óleo ou manteiga para estourar. É possível até fazer pipoca sem nenhum tipo de gordura. Para isso, você deve esquentar muito bem a panela, colocar o milho e mexer bem para que ela estoure sem grudar. Outra dica é reduzir o sal e abusar de ervas como orégano, curry, cúrcuma, páprica picante ou outra de sua preferência. No caso de pipoca doce, lembre-se do açúcar mascavo e leite em pó menos gorduroso, mas sempre sem excessos! 

Munguzá e outros doces: nesses preparos também podemos substituir o leite integral por leite desnatado. Em relação ao leite de coco, aqui também podemos preferir a sua versão caseira. O arroz doce, por exemplo, pode ser feito com o grão integral. As dicas em relação ao açúcar se adequam aqui também. E para minimizar a demanda pelo uso de maiores porções de açúcares, podemos utilizar especiarias, como o cravo e a canela. Assim, agregando mais aromas e sabores típicos desta época, além de contarmos com as suas propriedades funcionais. 

Bolos: além das dicas acima, tire proveito de ingredientes naturais, como a mandioca e o milho, de preferência o natural. Com ingredientes in natura eles ficam mais saudáveis e saborosos.

Amendoim: cozido, assado ou como base no preparo de outros pratos. É rico em gordura de boa qualidade, sendo ótimo para quem quer repor a energia após as danças juninas. Caso opte pela versão cozida, uma preparação tradicional, tenha atenção para o modo de conservação.  

Certifique-se da qualidade da água usada para cozinhar o amendoim e na sua conservação adequada sob refrigeração. Tenha atenção na procedência do amendoim, pois a depender da umidade ou temperatura de armazenamento, pode haver a formação de um fungo que produz uma substância chamada aflatoxina, que é maléfica ao organismo.  

Cuscuz: vale adicionar legumes, como cenoura ralada e abobrinha, e deixar de lado a ervilha e o milho enlatados, bem como outros produtos industrializados. Prefira legumes e vegetais frescos. Dessa forma, adicionamos fibras e reduzimos a quantidade de sódio e conservantes.  

Licores: quer seguir a tradição e degustar um licor de jenipapo? Apenas fique atento à quantidade, devido ao alto teor alcóolico e à grande concentração de açúcar. Por isso, devem ser consumidos com moderação. 

Atenção: lembre-se da hidratação do organismo. Se for ingerir bebida alcoólica, não exagere e nem dirija. Mescle sempre a bebida alcoólica com copos de água. 

Para finalizar, vamos colorir o milho com temperinhos naturais? 

Milho refogado 

Ingredientes:  

Milhos cozidos 

Azeite ou manteiga 

Temperos naturais à gosto 

Modo de Preparo:  

Cozinhe os milhos e refogue no azeite ou manteiga com temperos naturais à gosto, como o açafrão da terra (100% cúrcuma), salsa, cebolinha ou temperinho natural que a família preferir. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo