Educação

Representes da UNCME dialogam sobre regime de colaboração

Conselheiros, dirigentes municipais de Educação e representantes dos Territórios de Identidade da Bahia participaram, nesta quinta-feira (6), no Instituto Anísio Teixeira (IAT/SEC), da I Reunião Territorial Ampliada: fortalecendo os conselhos de educação e o regime de colaboração, promovida pela União Nacional dos Conselhos Municipais de Educação (UNCME). A solenidade de abertura contou com a presença do secretário da Educação do Estado, Jerônimo Rodrigues, da diretora geral do Instituto Anísio Teixeira, Cybele Amado, e de outras autoridades.

O secretário Jerônimo Rodrigues destacou a importância do regime de colaboração entre os entes federativos (União, Estado e municípios), tema da mesa que marcou a abertura do encontro. “É preciso que se torne uma política pública para que não dependa do gestor que esteja à frente da pasta da Educação. Por isso, costumo dizer que precisamos cuidar da Educação no Estado e não somente da rede estadual”, afirmou Jerônimo. “Estamos animados por participar desta mesa de abertura, que mostra o potencial que temos para fazer com que a Educação aconteça, fortaleça a aprendizagem e melhore nossos índices”, completou o secretário.

O presidente da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (UNDIME), seccional Bahia, Williams Panfile, falou sobre a importância do trabalho colaborativo. “Gostaria de dizer que nosso foco é o regime de colaboração, precisamos cada vez mais fortalecer esta ideia e estamos muito esperançosos com esta nova gestão à frente da Secretaria da Educação. O secretário Jerônimo vem dialogando conosco desde fevereiro e tenho certeza de que agora este regime de colaboração vai se tornar realidade”.

A coordenadora estadual da UNCME, Gilvânia Nascimento, também destacou a importância do regime de colaboração. “Esta é uma agenda em que vamos trazer outros temas, mas sem dúvida servirá para aproximar, cada vez mais, o diálogo para um planejamento conjunto com vistas ao regime de colaboração”.

Educação Inclusiva – A vice-presidente da UNCME para o Nordeste, Marli Vidinha, apresentou, durante o encontro, a Agenda Nana Bahia, que propõe parceria com instituições e atores sociais, em uma ampla mobilização para a elaboração de um planejamento de políticas que assegurem apoio aos sistemas de ensino em questões referentes à recepção e atendimento educativo-escolar de crianças com microcefalia e outras deficiências.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar