Bahia

Presidente da ADEP-BA se posiciona contra decreto de educação especial

A Associação das Defensoras e Defensores Públicos da Bahia (Adep-Ba), por meio do seu presidente, Igor Santos, se posicionou contra o decreto do Governo Federal que visa a segregação de deficientes dentro do ambiente escolar.

Com o fim das aulas híbridas é cada vez mais evidente como a interação é importante no processo de aprendizado e esse decreto fere a igualdade dos direitos. “O aprendizado é base da sociedade e isso deve ser garantido a todos. Seguindo a linha de agirmos sempre em defesa dos direitos dos baianos, vemos como incoerente tal proposição”, afirma Santos.

A Política Nacional de Educação Especial foi tema de audiência pública no Supremo Tribunal Federal (STF) e de comentários do ministro da Educação Milton Ribeiro, que trouxe em sua fala a impossibilidade de convivência diante do grau de deficiência de parte dos alunos especiais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo
%d blogueiros gostam disto: