Colunas

Saiba sobre o ‘Pilates na 3ª Idade’, importância e benefícios

Professora de pilates Marcley Oliveira apresenta vantagens da técnica para idosos.

Pesquisas recentes do IBGE revelam que, em 2017, o número de idosos no Brasil já era de 28 milhões. O mesmo estudo aponta que, em 2042, esse número terá dobrado, e na mesma década, a 3ª idade se tornará um grupo maior que o de adultos, crianças e adolescentes.

Essa longevidade se deve, em grande parte, aos avanços da medicina, mas também na melhora da qualidade de vida dos idosos, que adotam diferentes práticas para se manterem saudáveis. Uma delas é o pilates, atividade que, sendo recomendada para diversas idades, ajuda na saúde física e mental de uma maneira leve e precisa.

De acordo com o instrutor da Soull PilatesMarcley Oliveira, a prática do pilates é uma das melhores alternativas para se manter saudável na terceira idade. “Nessa fase da vida o organismo perde massa muscular, diminui o metabolismo e reduz a densidade óssea, tornando a pessoa vulnerável a doenças na coluna, nas articulações e no coração. O pilates surge como uma alternativa eficaz, pois trabalha músculos específicos, flexibilidade, coordenação, equilíbrio, além da conservação da massa muscular e o condicionamento cardiovascular”, explica.

“O pilates também ajuda na capacidade respiratória. Como as atividades cotidianas passam a se tornar desgastantes na terceira idade, causando falta de ar e fadiga, o trabalho dos músculos abdominais se mostra fundamental no controle da expiração. Isso porque o fortalecimento dessa cadeia muscular é muito importante para quem apresenta complacência pulmonar. Com isso, o método pilates melhora significante o funcionamento dos pulmões”, elucida.

Segundo dados divulgados pelo Ministério da Saúde, o número de idosos portadores de doenças crônicas no Brasil chega a beirar os 70%, somando casos de hipertensão, depressão, dores na coluna, dentre outros. Atento a esse cenário, Marcley avalia que o pilates é uma opção para todos que buscam melhora na qualidade de vida.

“Os exercícios ainda trabalham a parte motora, favorecendo a função cognitiva, melhorando a capacidade de aprendizado, memória e o sono. Com isso, o método pode ajudar a neutralizar o declínio mental que vem naturalmente com a idade”, diz o instrutor.

Além de todos esses benefícios, a prática ainda se mostra um aliado contra os problemas relacionados a saúde mental. Os exercícios liberam substâncias prazerosas no cérebro, como a endorfina, que aumenta o relaxamento, o bem-estar e o humor”, informa o professor.  

Aluna de Marcley Oliveira, D. Lícia Maria Barreto Botelho, de 80 anos, ressalta a importância e os benefícios que a prática do pilates tem exercido em sua vida. “Faço pilates três vezes por semana e os benefícios chegam a mim de todas as formas, tanto em um corpo ativo, quanto uma mente saudável. Graças ao pilates, hoje eu me sinto mais forte, ativa e linda”, relata a aluna. 

Para mais informações e agendar sua sessão de pilates, acesse a página instagram.com/soullpilates.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar