ColunasSalvador e RMS

Oratória pode ser diferencial em concursos públicos para o ano de 2020

Referência no assunto, escola de oratória Eloquence oferece dicas para quem busca se destacar na fase oral das seletivas.

Com a taxa nacional de desemprego recuando para 11,8%, e uma diminuição de 0,7 ponto percentual em relação ao balanço do último trimestre (12,5%), o número de brasileiros que se encontram a procura de oportunidades no mercado ainda contabiliza cerca de 12,6 milhões, de acordo com o último levantamento divulgado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE — 2019).

Os brasileiros que permanecem na busca por emprego anseiam garantias como permanência e estabilidade, devido as oscilações do mercado de trabalho. Para tal, o ofício de funcionário público torna-se atrativo ao preencher tais requisitos. Segundo dados da Associação Nacional de Proteção e Apoio aos Concursos (ANPAC), estima-se que existam cerca de 10 milhões de concurseiros ativos todos os anos atrás desses cargos.

A abertura das vagas para concursos públicos costuma ser concorrida, e a dificuldade para se destacar na hora de entrevista provou ser outro desafio aos estudantes. Atento a esse cenário, o diretor da Escola de Oratória Eloquence, Yang Mendes, analisa que os concurseiros, principalmente os submetidos à fase oral, terão ainda mais dificuldade para chegar ao cargo desejado. Nessa etapa, é avaliada principalmente a segurança do candidato ao responder às perguntas.

“É fundamental nesse momento o conhecimento da oratória, já que na quase totalidade dos concursos que tem prova oral ela é a última etapa, ocorrendo as vezes até após os exames médicos. Logo, é uma fase muito difícil de se chegar e quando se está nela, a pressão interna é grande. Se faz necessário, portanto, expressar-se bem, lidar com as emoções e saber administrar o que vai falar”, explica o diretor.

Ainda segundo informações da ANPAC, o número de pessoas que procuram por concursos públicos tem aumentado 40% ao ano. Yang aconselha que o treinamento da oratória pode ser bastante útil em relação às provas para juiz, promotor, procurador, defensor e profissionais de cartório, sendo uma preparação necessária para ser feita desde já.

De acordo o professor de oratória, além de um cuidado com a postura no momento da seleção, uma vestimenta formal e adequada ao posto a que se concorre é o ideal. “Evite adereços, roupas apertadas ou decotadas demais”, especifica.

“Quando falamos prova oral em concurso público, saber ou não as técnicas de oratória fazem toda diferença. Não só saber, mas as ter treinado. Um estudante que chega na última etapa possui o conhecimento teórico para poder ser aprovado, o que falta mesmo é prática de oratória para fazer a diferença e conquistar o tão sonhado cargo público”, finaliza Yang.

Para mais dicas e informações sobre oratória para concursos, acesse o site eloquence.com.br ou a página do instagram instagram.com/eloquenceoratoria/.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar