Colunas

O que é e o que não é de bom tom na Arquitetura e Decoração

Arquiteto Márcio Barreto responde 10 perguntas comuns dos clientes e internautas. 

Especialista em arquitetura acessível – com reconhecimento nacional, vencedor dos prêmios Portobello + Arquitetura, Destaque Sustentabilidade Nacional em 2018, e ambiente destaque nos sete conceitos da Mostra Morar Mais por Menos – Edição Salvador 2018, o arquiteto baiano Márcio Barreto responde o que é e o que não é de bom tom na Arquitetura e Decoração. Confira! ·        

Por que comprar materiais de tipos e marcas que não foram indicadas pelo arquiteto não é de bom tom?
Porque isso modifica completamente o resultado do espaço montado. Cada material precisa ser pensado e combinado com os demais que compõem o ambiente. Mudar alguns desses itens pode comprometer todo o resultado. 
  
É de bom tom o arquiteto realizar parceria com o engenheiro para fazer uma obra?
Sim! Um bom projeto também precisará de uma boa execução para o resultado perfeito. Chamar um “faz tudo” para executar a obra, mesmo tendo um projeto lindo, não é garantia de bom resultado.Todo o processo precisa ser realizado com qualidade e por profissionais qualificados.  ·        

É de bom tom ter uma prateleira cheia de objetos pequenos e amontoados?
Se você estiver montando uma vendinha,sim! Se você possui alguma coleção de pequenos itens, sugiro fazer um suporte de acrílico para parede, com vários nichos pequenos para deixar tudo organizado. Para decorar prateleiras, opte por adornos maiores, criando cheio se vazios, você não precisa ocupar toda a prateleira com decor. ·        

É de bom tom o cliente participar do projeto?
Sim, é necessário o cliente participar, ter um tempo para amadurecer as ideias e aprovar tudo que foi apresentado pelo arquiteto.         

É de bom tom dizer que arquitetura acessível é sinônimo de arquitetura voltada apenas para classe C?
Não mesmo! Arquitetura acessível tem o seu estilo próprio e requer muita criatividade para o desenvolvimento. Existe muita gente com dinheiro querendo sair do senso comum e criar seus espaços personalizados, usando os conceitos de arquitetura acessível. Se engana, quem acredita que fazer arquitetura acessível é apenas reproduzir de forma mais barata soluções de maior custo. 
   
É de bom tom realizar autoconstrução? Por quê?
Se você pretende gastar duas vezes para fazer a mesma coisa e não se importa com a segurança do espaço, a autoconstrução é para você mesmo! Brincadeira! Antes de iniciar qualquer modificação em casa,pesquise e faça orçamentos com profissionais que possam te auxiliar. Nem sempre o “faça você mesmo” é o caminho mais barato. 
       

É de bom tom achar que o arquiteto é apenas um profissional ligado a decoração?
Não! O arquiteto tem conhecimentos técnicos que vão desde estudar o percurso do sol – para posicionar os ambientes no melhor local ao projetar uma casa, como estudos sobre o comportamento humano de acordo com o uso das cores nos ambientes. ·        

É de bom tom incomodar o vizinho por causa do barulho? O que pode ser feito para evitar isso?
Não mesmo! Se for fazer uma obra, veja os horários permitidos na convenção do condomínio. Se for fazer festinhas, já está errado, pois precisamos evitar aglomerações no momento.

É de bom tom escolher um lugar específico da casa para fazer home office? Por quê?
Sim, o ideal é acomodarmos todos os itens de trabalho no mesmo local, criando assim um espaço único e destinado ao home office. Trabalhar na mesa onde se almoça não é nem de perto a melhor opção,pois você precisará desmobilizar todos seus itens de trabalho na hora das refeições.  ·        

É de bom tom fazer obras em casa, para unir ambientes como a sala e a cozinha?
Sim, integrar ambientes é uma ótima forma de ampliar os espaços e tornar mais próximo o convívio entre os membros da família.

Para informações, curiosidades, pautas e entrevistas, acesse o site arquiteturadobarreto.com ou a página do Instagram @arquiteturadobarreto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
%d blogueiros gostam disto: