Colunas

O papel da energia solar na transição energética global

Entenda como a energia solar se desenvolve no Brasil e no mundo, visando um futuro mais promissor para as próximas gerações

Em um mundo cada vez mais consciente dos impactos ambientais, a busca por soluções energéticas sustentáveis tem se apresentado como uma excelente alternativa ao problema central. 

A crise climática, há muito tempo discutida em diferentes esferas da sociedade, tem se intensificado, afetando diretamente a vida das pessoas e, principalmente, do ecossistema animal. 

Diante desta realidade, a forma como produzimos e consumimos energia desempenha um papel fundamental nesta discussão. 

Felizmente, alternativas como a energia solar têm ganhado cada vez mais espaço não só no Brasil, mas em muitos outros países, promovendo uma transição energética global que visa alcançar um futuro mais sustentável.

Mas afinal, como a energia solar funciona?

A energia solar é um recurso abundante e limpo, proveniente dos raios solares, como o próprio nome sugere. 

Obtida por meio de  processo de captação e utilização relativamente simples, mas completamente eficaz e sustentável, trata-se de uma alternativa à energia proveniente das termelétricas que conhecemos hoje. 

O sistema capaz de extrair a energia solar é composto por paineis solares, que contém células fotovoltaicas, responsáveis por converter a luz solar em eletricidade. 

Esses paineis são instalados em áreas expostas à luz solar, como telhados de residências e edifícios comerciais, geralmente em áreas onde a incidência dos raios é maior. 

A eletricidade gerada é então convertida por inversores para ser utilizada em corrente alternada, pronta para alimentar os sistemas elétricos convencionais, também conhecidos como “quadros de luz”.

Todo o processo de implementação da energia solar envolve a instalação dos paineis, inversores e outros componentes necessários para sustentar o sistema. 

Apesar de variar conforme o tamanho e a complexidade, empresas especializadas são capazes de realizar a instalação de forma eficiente e segura.

A tecnologia solar vem se tornando cada vez mais acessível, com custos de instalação e manutenção dentro da realidade, tornando-a uma opção viável para uma gama crescente de consumidores.

Quais os benefícios da energia solar?

Os benefícios da energia solar são inúmeros, abrangendo tanto questões ambientais quanto econômicas e sociais.

Para o meio ambiente

Em termos ambientais, a energia solar é uma das formas mais limpas de geração de energia disponíveis. Ao contrário dos combustíveis fósseis, sua produção não emite gases de efeito estufa, contribuindo para a redução do aquecimento global e da poluição do ar. 

Além disso, a utilização da energia solar não requer o uso de recursos não renováveis, como o petróleo e o carvão, preservando esses recursos para as gerações futuras.

Para o público

Do ponto de vista do consumidor, a energia solar oferece uma série de benefícios ainda mais significativos e palpáveis. 

Em primeiro lugar, a instalação de sistemas solares pode resultar em uma significativa economia de energia a longo prazo, uma vez que os custos operacionais são reduzidos e os preços da eletricidade tradicional tendem a aumentar. 

Além disso, muitos governos e empresas oferecem incentivos financeiros, como créditos fiscais e subsídios para a instalação de sistemas solares, tornando o investimento inicial mais acessível. 

Outra vantagem é a independência energética que os sistemas solares proporcionam, permitindo que os consumidores gerem sua própria eletricidade e reduzam sua dependência da rede elétrica convencional.

Este último, se torna ainda mais importante quando falamos em áreas onde o fornecimento de energia é precário ou inexistente, garantindo uma fonte segura e renovável.

A energia solar no Brasil

No Brasil, a energia solar vem conquistando cada vez mais espaço no mercado. Com um vasto potencial solar, especialmente em regiões como o Nordeste, o país tem sido palco de um crescimento acelerado no setor. 

Desde o surgimento dos primeiros projetos de grande escala até a expansão da energia solar distribuída em residências e empresas, o Brasil tem se destacado como um dos líderes em energia solar na América Latina.

As políticas governamentais têm desempenhado um papel fundamental nesse crescimento, com incentivos como leilões de energia e linhas de financiamento específicas para projetos solares. 

Além disso, o mercado solar brasileiro tem sido impulsionado pelo aumento da conscientização ambiental e pela busca por soluções energéticas mais sustentáveis por parte de consumidores e empresas.

Hoje, o Brasil já possui uma matriz elétrica de 83,79% composta por fontes renováveis (energia eólica e solar), batendo recordes de expansão e tornando-se uma referência internacional no assunto, segundo dados do Ministério de Minas e Energia.

Outras formas de produção de energia

Embora a energia solar seja uma das formas mais promissoras de energia sustentável, outras fontes também desempenham um papel importante na transição energética global. 

Este é o caso da energia eólica, hidrelétrica e biomassa, que são exemplos de fontes renováveis complementares a matriz energética, que oferecem soluções adaptáveis às características geográficas e climáticas de diferentes regiões.

A energia solar e um futuro promissor

A energia solar representa uma parte essencial do futuro energético mais sustentável e promissor que buscamos alcançar. 

Seus benefícios ambientais, econômicos e sociais tornam-na uma escolha cada vez mais atrativa para governos, empresas e consumidores em todo o mundo. 

Com investimentos contínuos em pesquisa, o comissionamento de energia solar, e o desenvolvimento e infraestrutura do setor, podemos aproveitar o seu potencial e transformar nosso mundo em um lugar mais limpo, seguro e próspero para as gerações futuras.

google newa

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo