Colunas

Mudança de relação com a tecnologia exige conhecer os hábitos na internet

Em “Hooked”, obra que chega ao Brasil, Nir Eyal reflete o fato de que o consumidor precisa entender seu comportamento para repensar sua interação com os dispositivos digitais

A pandemia do Novo Coronavírus trouxe um cenário diferente para muitas pessoas, que tiveram toda a sua rotina transportada para o universo digital. Isoladas em casa, a dependência de aplicativos e da internet para resolver as questões do dia a dia aumentou, já que tempo e lugar foram descontextualizados. Trabalho, escola, faculdade, lazer e até as relações sociais estão sendo feitas, na maioria das vezes, por meio de plataformas digitais.

Na medida em que ficamos mais em casa, cresce a frequência das compras online, do uso de aplicativos de videochamada para reuniões de trabalho, de redes sociais e o uso de aplicativos de entrega de comida. E o brasileiro, que já consumia muita internet – cerca de 9 horas por dia, viu crescer ainda mais o seu uso, como mostra um estudo feito pela consultoria Consumoteca. Cerca de 45% dos entrevistados na pesquisa aumentaram o consumo de serviços de streaming no tempo livre. E o celular, que já era uma ferramenta importante, virou algo indispensável para 70% das pessoas.

Por isso, repensar a relação com o digital será decisivo quando a crise passar. Para muitos especialistas, as pessoas desenvolverão novos hábitos de consumo e de interação com a tecnologia. No entanto, esse relacionamento precisa ser analisado de perto, uma vez que as marcas na era digital desenvolvem seus modelos de negócios em estratégias – baseadas em algoritmos e inteligência artificial – que buscam criar uma dependência dos consumidores em seus produtos.

É nisso que Nir Eyal, escritor e palestrante, se debruça na obra “Hooked (Engajado)”, lançada pela primeira vez no Brasil com tradução da editora AlfaCon. Com base em pesquisas do campo da psicologia e da ciência do comportamento humano, Eyal busca compreender os procedimentos que muitas empresas de sucesso usam para estimular sutilmente o comportamento do cliente. Dividido em quatro etapas (Gatilho, Ação, Investimento e Recompensa), ele vai demonstrando como as marcas podem formar certos hábitos.

Por meio de técnicas de engajamento – chamados de “Ciclos de Gancho”, esses produtos atingem o objetivo final de levar os usuários de volta e de novo a um produto ou a um serviço, sem depender de uma publicidade agressiva ou de mensagens repetidas. Hooked é baseado nos anos de pesquisa, consultoria e experiência prática de Eyal. O livro é uma maneira de trabalhar questões como a ética e a moral com relação ao uso das ferramentas tão poderosas de influência e persuasão. A ideia é explicar que existe uma linha tênue entre um hábito e um vício, entre algo que pode ajudar e algo que pode prejudicar a rotina de alguém.

“Por que alguns produtos digitais capturam totalmente a atenção do usuário, enquanto outros fracassam?” e “O que nos faz interagir com certos produtos digitais por puro hábito?” são algumas das indagações que norteiam a obra. Hooked é escrito para gerentes de produto, designers, profissionais de marketing, fundadores de startups e qualquer pessoa que busque entender como os produtos digitais influenciam nosso comportamento e criam hábitos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar