AmargosaPolíciaVale do Jiquiriçá

Médico que trabalhou em Amargosa acusado de assassinato está preso

O médico, Antônio Marcos Rego Costa, acusado de matar a ex-companheira, Gabriela Jardim, deve continuar em prisão preventiva após a juíza Márcia Simões, da Vara do Júri de Feira de Santana, negar o pedido de revogação. A decisão de manutenção da prisão de Antônio Marcos foi publicada nesta sexta-feira (26).

De acordo com Olá Bahia, a juíza autorizou a restituição de dois veículos do acusado que estavam à disposição da Justiça. Vale lembrar que a polícia apreendeu os veículos Frontier, placa policial RCT-4E87, e Honda HRV, de placa PKY-3999. Esses veículos foram apreendidos por determinação judicial, durante a fase de investigação do caso.

O crime 

O médico Antônio Marcos é acusado de matar e abandonar o corpo de Gabriela às margens da BR-116, com quem foi casado durante quatro anos. Relação grupal e ciúmes podem ter motivado o feminicídio contra a economista.

Na ocasião, a vítima foi encontrada morta em estado avançado de decomposição no dia 28 de agosto, em Feira de Santana, após seis dias de desaparecimento e a polícia receber denúncias anônimas. Ela foi achada sem as roupas, da cintura para cima. 

O acusado está preso desde o dia 3 de setembro.

Fonte: BNews

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo