AmargosaCidadesColunasPublicidadeVale do Jiquiriçá

“Gestão em crise”, por Kiko Biancardy, MBA em Gestão Empresarial

A Pandemia do novo Coronavírus está afetando a vida de milhares de pessoas e empresas ao redor do mundo. A patologia que causa infecções respiratórias, tem agravado as relações das organizações com seus clientes e forçado gestores a uma rápida mudança de postura.

É inegável que as empresas estão passando por experiências nunca vista antes. Lojas de portas fechadas, indústrias com suspensão de produção, demissões em massa, declínio de vendas, falta de insumos e mercadorias, aumento de custos e redução nas receitas tem levado as empresas ao colapso. Para tanto, o foco das instituições está na saúde dos clientes e colaboradores e o isolamento social tem sido a melhor alternativa.

Nesse cenário, as empresas têm encontrado estratégias para driblar a crise e garantir sua fatia no mercado. Temos vivenciado organizações conservadoras mudando conceitos, gerentes e sócios revendo seus processos, e inovações acontecendo em todas as atividades organizacionais.

O Marketing Digital, ações que utiliza os mecanismos digitais para se comunicar com a comunidade pela internet, telefonia e outros meios digitais, é um grande aliado de muitos empresários para alavancar as vendas de produtos e serviços e manter o relacionamento com seus clientes. As oportunidades de negociações podem surgir de uma ligação pelo celular ou uma propaganda via WhatsApp. O E-commerce, o Facebook, Instagram e e-mails promovem o caminho para disseminar vendas, promoções, lançamentos e campanhas diante da instabilidade.
As instituições devem promover uma saúde financeira firme e positiva para o negócio. As ações podem ser a prorrogação de contratos e boletos em abertos, a redução de preços para promoção incentivando a entrada de fluxo caixa, manter estoques adequados as demandas e reduzir as despesas operacionais.

Uma grande lição da Pandemia é que as empresas estarão mais preparadas para enfrentar o inesperado, mesmo quando o mercado estiver em alta. Estamos aprendendo a manter uma saúde financeira sólida e promovendo escudos para momentos difíceis. O desafio foi aprender a deixar os paradigmas do velho atendimento no chão de loja para o relacionamento com clientes por diversos novos canais de vendas.

Acompanhe-o pela Rede Social

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar