Educação

Estudantes relatam experiências de aprendizado no Educar para Trabalhar

Os estudantes contemplados com vagas para os 44 cursos de Formação Inicial e Continuada (FIC) na modalidade Educação à Distância (EAD), ofertados através do Programa Educar para Trabalhar, já estão participando ativamente das aulas. Os cursos, que estão alinhados às demandas do setor produtivo, potencializam as oportunidades de inserção dos jovens no mundo do trabalho e estão sendo ministrados em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI), o Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (SENAC) e o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (SENAR).

O superintendente da Educação Profissional e Tecnológica do Estado, Ezequiel Westphal, falou sobre a importância do programa. “O Educar para Trabalhar é um importante programa no âmbito do Estado Solidário, por meio do qual a oferta de cursos de qualificação profissional contemplou os 417 municípios baianos, proporcionando formação profissional para os estudantes e egressos da rede estadual de ensino”, afirmou.

Em Riacho de Santana, o estudante Wilson Marques, 17, disse que está gostando muito das aulas do curso de Programador de Dispositivos Móveis, promovido pelo SENAC. “Quero ingressar em áreas da tecnologia e, por isso, escolhi esse curso. Sei que ele vai me proporcionar uma carreira no futuro e ampliar os meus conhecimentos em Informática”.

A estudante Elisangela Macedo, 17, também de Riacho de Santana, afirmou que está satisfeita com o curso de Recepcionista em Serviços de Saúde, realizado pelo SENAC. “Este curso está sendo muito bom para pessoas que, assim como eu, não têm condições de pagar um curso. A cada dia que passa estou gostando mais das aulas e dos professores, pois são muito bons”. Para o estudante Wendel Yan Maciel, 15, de Chorrochó, o curso de Montador e Reparador de Microcomputadores, ofertado pelo SENAI, vai abrir várias postas na sua futura carreira. “O curso está no início, mas já foi possível perceber que vai ajudar muito no meu futuro, pois terei um certificado para arrumar um emprego nessa área. As atividades são de fácil acesso e os tutores têm ajudado muito com orientações sobre a plataforma”, revelou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
%d blogueiros gostam disto: