Colunas

Estresse no ambiente de trabalho, é comum, mas não é normal

A terceira causa de incapacidade para o trabalho no Brasil são os transtornos mentais e comportamentais, dado que corresponde a 9% da concessão de auxílio-doença e aposentadoria por invalidez, de acordo com informações da Secretaria da Previdência divulgados em 2017. Já a Isma-BR, associação integrante da International Stress Management Association, publicou em pesquisa que nove em cada dez brasileiros no mercado de trabalho apresentam sintomas de ansiedade em diversos graus, do mais leve ao mais severo.

“Uma pessoa saudável que de maneira repentina começa a sentir dores no corpo, alterações no sono, impaciência e esquecimento, por exemplo, possivelmente está apresentado o DISTRESSE, ou seja, o estresse negativo que provoca desequilíbrio, baixa a imunidade. Ao contrário do EUSTRESSE, o estresse positivo que motiva a pessoa para alcançar uma meta ou superar a si mesmo em algo que deseja”, explica o psicoterapeuta especialista em gestão do estresse, Diego Wildberger.

No ambiente de trabalho, o acúmulo de tarefas, pressão para alcance das metas, excesso de cobranças e a carga horária excessiva são situações que podem prejudicar, e muito, a saúde do profissional. Mas como mudar esse cenário? É necessário que as empresas estabeleçam gradativamente programas voltados à saúde mental dos trabalhadores, ações desempenhadas por apenas 18% dos empregadores, de acordo com a consultoria Mercer.

“Existem mudanças que a pessoa precisa fazer quando está vivendo uma rotina estressante como cuidar melhor da alimentação, fazer atividade física e aplicar técnicas de respiração que ajudam muito a manter o equilíbrio no dia a dia. Cuidar da higiene do sono também é positivo, deixando o computador e o celular de lado quando for pra cama, fazer esse preparo. Há uma grande diferença entre trabalhar muito e ser produtivo e é preciso estar atento a isso, além de adotar condutas saudáveis”, finaliza Diego.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar