BrasilCidadesPolítica

Encontro Anual dos Grupos de Convivência dos CSU’s na Bahia celebra integração e cultura para a terceira idade

As obras artísticas e culturais desenvolvidas por idosos nos Centros Sociais Urbanos (CSU) da Bahia foram destaque neste domingo (3), durante o Encontro Anual Estadual dos Grupos de Convivência, realizado no Teatro da Universidade Estadual da Bahia (Uneb), em Salvador. Promovido pela Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social do Estado (Seades), o evento cria oportunidades de troca de experiências, momentos de descontração e vivências artísticas e culturais. O governador em exercício, Geraldo Júnior, prestigiou a ação.

Anatália da Conceição, do CSU de Valéria, expressou a alegria de estar presente em um ambiente tão vibrante e festivo. “É emocionante ver tantas pessoas se divertindo e celebrando a vida. Estar aqui, compartilhando momentos felizes com amigos e conhecidos, é um bálsamo para a alma. Cada risada, cada apresentação cultural, é um motivo de agradecimento pela oportunidade de estar viva e desfrutar desses encontros tão especiais. Esses momentos são verdadeiros tesouros que guardaremos em nossos corações”.

Geraldo Júnior destacou a relevância dos CSU’s na política pública de assistência e desenvolvimento social. “Os Centros Sociais Urbanos desempenham um papel crucial na promoção do bem-estar social e na integração da terceira idade. É inspirador ver a comunidade participando ativamente dessas atividades que enriquecem nossos espaços públicos e fortalecem os laços comunitários”.

A secretária Fabya Reis, da Seades, destacou a essência da ação. “Buscamos, por meio dessa iniciativa, valorizar as valiosas contribuições desses grupos para a sociedade, reconhecendo o papel fundamental que desempenham na preservação da cultura e no fortalecimento dos laços comunitários. Essa é uma oportunidade de celebrar e enaltecer as vivências e habilidades desses idosos, que desempenham um papel ativo e enriquecedor em nossa sociedade”.

O evento foi marcado por diversas apresentações. Os sambas de roda dos grupos Fonte de Alegria (CSU Liberdade), Reviver (CSU Nordeste de Amaralina), Chama Acesa (CSU Vasco da Gama) e Nova Vida (CSU Pernambués) e o coral musical do Centro Integrado de Atendimento à Criança e ao Adolescente (CIAC) foram destaques emocionantes. Também participaram os grupos Cultura da Terceira Idade (CSU Lauro de Freitas), Alegria de Viver (CSU Castelo Branco), Convivência Cecim (CSU Mussurunga). A diversidade foi enriquecida com a participação dos grupos Sempre Viva (CSU Cosme de Farias), Conviver (CSU Narandiba), Viver Melhor (CSU de Valéria), Girassol (CSU Camaçari) e Relicário (CIAC Ondina).

Centros de inclusão

Os Centros Sociais Urbanos estão presentes em diversos municípios da Bahia, oferecendo uma gama de atividades que incluem lazer, esporte, cultura, inclusão digital, informação, formação e qualificação profissional, educação infantil, atenção à saúde e apoio a grupos de convivência. O encontro anual reforça a importância desses centros na promoção do fortalecimento de vínculos familiares e comunitários, prevenindo e reduzindo situações de risco social, como a violência.

Repórter: Tácio Santos

google newa

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo