Colunas

Empresário lista 8 dicas para quem está começando um negócio online

Segundo o CEO da “ Zero4 Motors”, André Novais, e-commerce enxugou os custos de abrir uma empresa

O Brasil registrou uma média recorde de lojas virtuais criadas no começo da pandemia, segundo avaliação da Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (Abcomm). Conforme apresentado pela entidade, 107 mil novas lojas foram cadastradas no primeiro mês da crise, alta que corresponde a 91% a mais da média mensal de estabelecimentos digitais registrados na pré-pandemia (10 mil).

Embora o mercado virtual (e-commerces, marketplaces, websites) esteja superaquecido desde maio, a flexibilização da quarentena tem preocupado novos empreendedores sobre um possível declínio da modalidade. Um estudo feito pela Sociedade Brasileira de Varejo e Consumo (SBVC), destaca, entretanto, que 70% dos consumidores pretendem continuar cultivando o hábito de comprar no meio digital.

Tendo em vista as projeções do mercado, o empresário baiano e atual CEO da revendedora de carros de luxo “ Zero4 Motors”, André Novais (37), guia novos empreendedores ao investimento em lojas virtual. Atuando também como consultor empresarial, o especialista explica que a grande quantidade de sites autoexplicativos para a criação de um e-commerce simplificou a montagem e a organização, além de enxugar os custos da empresa, beneficiando até mesmo lojistas que não possuem conhecimento avançado no mundo digital.

“Hoje em dia o comércio virtual se solidificou como modelo de negócio atrativo, prático e querido entre os consumidores. Antes de desenhar seu ambiente digital, trace aspectos que farão seu estabelecimento ser mais atrativo aos olhos da clientela. Pense e invista em experiências desde o site, produtos de qualidade, mídia digital impecável e preços competitivos, além de projetar benefícios e parcerias com outras empresas para garantir um diferencial de mercado quando tudo estiver pronto”, explica.

Segundo André, procurar pela “chave” do sucesso para os empreendimentos na internet é uma esforço em vão. O empresário afirma que o novo comerciante precisa de métodos e padrões a serem seguidos, na tentativa de diminuir os erros da loja virtual.

Auxiliando brasileiros que desejam empreender virtualmente, o consultor separou oito (8) dicas para quem está começando um negócio online.

Confira abaixo:

DEFINA SEU PÚBLICO

“Traçar o perfil do seu consumidor é essencial, antes de qualquer coisa. É definindo e conhecendo sua clientela que você irá adequar linguagens, posts, imagens, tratamento com o cliente e outras nuances. Tenha em mente que as novas gerações têm um consumo diferente de mídia das gerações antigas. Esse alinhamento garante que você não use recursos financeiros e energia para uma peça publicitária que não irá dar retorno”.

DEFINA SEU NICHO DE NEGÓCIO

“Embora os negócios sejam segmentados em categorias, existem subcategorias dentro das principais. É necessário que sua loja virtual seja bem setorizada logo no início, para conquistar o público-alvo de determinado nicho, e a partir daí pensar em expandir para novos grupos”

VERIFIQUE A CONCORRÊNCIA

“Estudar a concorrência garante um produto diferenciado, inovador e, por consequência, chamativo na hora da compra. Analisar empresas e modelos de negócio permitem que você tenha soluções criativas para problemas comuns a uma gama de lojas inseridas na sua área”.

INVISTA EM PROPAGANDA

“Definir seu fundo de propaganda é uma meta importante, embora só possa ser utilizada após estruturar o público-alvo e nicho mercadológico. Estando alinhado as peças publicitárias com seus consumidores, suas publicações terão engajamento necessário para ser reconhecido. Sem propaganda, você não será visto pelos clientes em potencial”

ESTUDE NOVAS FERRAMENTAS

“As ferramentas que um negócio utiliza podem ser potencializadas com o estudo e o enfoque correto. Além de procurar por novas estratégias dentro das redes que você costuma usar, estude novos apps e plataformas ao seu alcance e confira o retorno dado”

CUPOM DE DESCONTO PARA NOVOS CLIENTES

“Os cupons, embora não sejam uma estratégia inovadora para o comércio, podem ser ainda mais democráticos com a informação passada para tantas pessoas como na internet. Invista sempre em cupons para reduzir os preços dos produtos e chamar mais consumidores, além de fazer alguns especiais para quem está chegando na sua loja. A diferença entre dois mercados pode estar na melhor oferta para um comprador em dúvida”

PARCERIAS

“Como o mundo digital é concorrido, estar com pessoas que tem presença consolidada no meio fará você ascender rapidamente. A divulgação é um ponto essencial para se manter bem nas vendas, então, estabeleça sempre parcerias com as marcas para que possam subir juntos no mercado”

BENEFÍCIOS

“Os benefícios de comprar na sua mão irão fidelizar o cliente. As relações comerciais estão tendo que se adaptar cada vez mais ao olhar sensível do consumidor, portanto, garanta que ele esteja sempre cercado de novas vantagens que não o façam se desprender do seu negócio e partir para outro”, conclui.

Para mais dicas sobre empreendedorismo digital, acesse o perfil do Instagram @andre_novaiss, envie um e-mail para [email protected] ou fale através do WhatsApp 71 99192–0646.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar