Colunas

Educação: quais são os pontos mais importantes na hora de fazer uma redação?

Estamos nos aproximando do final do mês de abril, aos poucos, e o ano parece passar mais rápido do que nunca. Parece que foi ontem que uma pandemia se iniciou e o ensino mundial foi tomado pelo fenômeno da educação remota.

Já hoje, vemos o retorno das aulas presenciais e o vestibular se aproxima cada vez mais e com certeza temas atuais serão considerados, assim como a saúde pública, a pandemia e diversos outros poderão ser cobrados em uma redação descritiva.

Neste momento os desafios enfrentados pelos vestibulandos são inúmeros, incluindo a decisão de uma trajetória profissional e toda a pressão que o vestibular traz consigo. 

Da mesma maneira que um concurso público, o vestibular costuma ser extremamente concorrido, visando colocar alunos capacitados nas melhores universidades do país, ou seja, as universidades públicas.

Muitos especialistas, profissionais, ex-alunos, pesquisadores e professores possuem uma tese em comum para a maior parte dos vestibulares: a redação é um dos fatores mais importantes para o sucesso durante a prova, visto que ela representa grande parte da nota.

Pensando neste quadro, na reportagem de hoje vamos conferir juntos alguns detalhes importantes na hora de desenvolver uma redação dissertativa-argumentativa, de modo que estes pontos servem para fazer uma redação pronta para qualquer tema.

Qual a estrutura de uma redação?

Para compreender como desenvolver uma redação base é necessário entender como é a estrutura de uma redação simples é organizada. Desta maneira, ao compreender a estrutura, é possível desenvolver redações sem precisar de um modelo de redação pronta para copiar e desenvolver suas habilidades argumentativas.

O desenvolvimento do esqueleto de uma redação passa obrigatoriamente por três tópicos distintos. Ao entender o que inserir em cada tópico ao longo de seu texto, a tendência é que a redação se torne muito mais rica em detalhes e bem escrita.

Os três tópicos obrigatórios em qualquer redação dissertativa-argumentativa são:

  1. Introdução
  2. Desenvolvimento
  3. Conclusão

Cada uma destas partes do texto possuem requisições específicas e elementos específicos que devem ser inseridos de maneira correta ao longo do texto. Por exemplo, não se argumenta nada na conclusão, apenas no desenvolvimento.

Vamos entender um pouco mais sobre o que deve ser inserido em cada um dos tópicos mencionados acima para entender como uma dissertação deve ser escrita.

Introduzindo uma ideia

O primeiro tópico de um texto argumentativo-dissertativo, como o próprio nome diz, é o momento onde a sua tese e suas ideias devem ser apresentadas. Neste tópico cabem metáforas, citações e contextualizações históricas para apresentar sua ideia central.

Uma das principais dicas para escrever uma redação é iniciar o texto de maneira simples e expositiva, trazendo dados e outros elementos textuais para sua introdução, como as já citadas citações, metáforas e contextualizações históricas.

Estas técnicas são ótimas maneiras para familiarizar o leitor com sua ideia central e fazer com que ele entenda o que está sendo proposto por quem escreve para, assim, quem escreve poder defender estas ideias através de argumentos no desenvolvimento.

A argumentação no parágrafo de desenvolvimento

O parágrafo de desenvolvimento, ou seja, o segundo parágrafo de seu texto deve ser pautado na apresentação de dados que sejam capazes de sustentar sua ideia. Por exemplo, se o tema da redação tratar a pandemia, é necessário que sejam apresentados dados que confirmem e sustentem suas ideias.

Por exemplo, a taxa de mortalidade por COVID-19 no país, o número de ocupação de leitos do SUS e diversas outras taxas e dados que podem ser utilizados nesta temática para defender um determinado ponto de vista.

O vestibular do ENEM, excepcionalmente, pede que neste parágrafo seja desenvolvida uma proposta de intervenção para o problema apresentado na temática. Ou seja, na redação do Exame Nacional do Ensino Médio é necessário que o inscrito apresente uma solução.

Esta solução deve ser construída através de dados concretos que possam justificar uma solução concreta e possível de ser realizada. Por exemplo, o uso de máscaras em locais fechados para combater a pandemia.

Também conhecido carinhosamente como o parágrafo dos dados, o segundo parágrafo é exatamente o momento da redação onde o aluno deve apresentar argumentos que defendam sua visão de mundo.

Concluindo uma ideia

O terceiro parágrafo da redação dissertativa-argumentativa, ou seja, o parágrafo de conclusão deve ser o parágrafo mais curto e mais enxuto de todos os três parágrafos do texto.

Este último parágrafo existe para que o aluno consiga amarrar suas ideias e concluir suas ideias, geralmente através do uso de conjunções e expressões como:

  • Portanto
  • Com isso
  • Logo
  • Por fim
  • Desta maneira

A conclusão deve ser simples, direta e conter uma análise central e uma síntese daquilo que foi abordado ao longo do texto. Desta forma, estas conjunções são essenciais para este momento, visto que elas expressam uma explicação ou uma consequência.

Com isso, através desta estrutura, é possível escrever uma redação simples, curta, direta e objetiva que seja capaz de garantir uma boa nota no vestibular.

Porém, o maior aliado na hora de escrever um texto argumentativo é estar por dentro do que anda acontecendo no mundo, através da leitura e da busca por notícias que possam formar uma opinião que deve ser expressada nas redações dissertativas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo