ColunasSaúde

Dose de reforço da vacina inalável Convidecia é segura e eficaz contra Covid-19

A biofarmacêutica brasileira Biomm solicitou o registro definitivo do imunizante na apresentação injetável para a Anvisa em março deste ano

Estudo1 realizado por pesquisadores chineses certificou a segurança e a eficácia do reforço heterólogo com dose da vacina Convidecia inalável (tecnologia de adenovírus vetor), desenvolvida pela CanSino Biologics, para adultos acima de 18 anos. O ensaio randomizado contou com 420 participantes que haviam recebido duas doses de vacina de virus inativado e foram submetidos aleatoriamente à vacina inalável ou ao imunizante aplicado anteriormente. As conclusões da pesquisa foram publicadas recentemente pela revista científica inglesa The Lancet Respiratory Medicine.

De acordo com os resultados, o grupo que recebeu baixa dose (01 mL) da vacina inalável apresentou concentração de anticorpos neutralizantes de soro de 744.4 enquanto que o grupo de alta dose (0.2 mL) obteve 714.1, ambos maiores que a do grupo de controle que recebeu dose de reforço da vacina de virus inativada, 78.5. O estudo demonstrou também que 33% dos que receberam baixa dose e 19% dos que tiveram alta dose da Convidecia apresentaram efeitos adversos (febre, fatiga, dor de cabeça), enquanto 39% dos imunizados com vacina de virus inativado relataram os efeitos após 14 dias da vacinação de reforço.

Os participantes que receberam a vacina inalável apresentaram de 18 a 24 vezes mais capacidade de neutralização cruzada para a variante Delta em comparação com aqueles que receberam um reforço homólogo com a vacina de vírus inativado 28 dias após um reforço. A versão inalável da Convidecia também pode estimular a imunidade da mucosa e garantir proteção extra com apenas um quinto da dose da versão injetável da vacina.

Nenhuma trombocitopenia imune e trombose foram encontradas em indivíduos que receberam imunizante por inalação oral. Os anticorpos neutralizantes induzidos pela vacina inalável têm a capacidade de se ligarem ao coronavírus e evitar que as células sejam infectadas, representando, portanto, imunização de reforço heteróloga de alta segurança e eficácia.

Convidecia no Brasil

Em março deste ano, a Biomm solicitou o registro definitivo da Convidecia na forma injetável para a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), considerando o avanço da vacinação e a ampliação das faixas etárias, além da possibilidade de contribuir com a imunização dos brasileiros de forma contínua e definitiva. Quando os estudos estiveram mais avançados, pedirá o registro da vacina inalável também. Após a aprovação do órgão regulador, a companhia prevê importar, inicialmente, a vacina Convidecia e, posteriormente, produzi-la em sua planta biofarmacêutica em Nova Lima (MG).

Referência:

1 Safety and immunogenicity of heterologous boost immunisation with an orally administered aerosolised Ad5-nCoV after two-dose priming with an inactivated SARS-CoV-2 vaccine in Chinese adults: a randomised, open-label, single-centre trial.The Lancet Respiratory Medicine

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo