Colunas

Digitalização: 5 dicas para tornar sua logística mais eficiente para o Natal

Por Diego Pontes

Uma das datas mais esperadas pelos brasileiros se aproxima: o Natal. Mesmo sendo um ano de pandemia, 2021 movimentou positivamente o comércio do País. Segundo dados da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), em parceria com a Offer Wise Pesquisas, os brasileiros estão mais otimistas e, por isso, as compras de Natal deste ano injetarão aproximadamente R﹩ 68,4 bilhões em nossa economia. Este valor equivale a cerca de 123,7 milhões de consumidores voltando às compras, graças ao avanço da vacinação e a ampliação do funcionamento dos comércios nas cidades.

Com este aumento brusco nas demandas, muitas empresas viram a necessidade de digitalizar seus processos internos para garantir seus estoques, matérias-primas e mitigar possíveis riscos em suas cadeias de suprimentos e de transportes, principalmente durante as grandes temporadas de vendas, como Black Friday e Natal.

Neste processo de digitalização, alguns pontos são essenciais para tornar e manter o processo logístico mais eficiente, assertivo e menos trabalhoso. Confira algumas dicas:

1 – Planejamento antecipado

Geralmente, o planejamento para de vendas para o Natal tem início no mês de agosto. Desta forma, todas as empresas envolvidas na operação, desde a importação de insumos/matéria-prima até a entrega do produto ao consumidor final, conseguem alinhar seus estoques para garantir a demanda da temporada. Um dos recursos mais utilizados no mercado para gerenciar o volume de cargas, de acordo com a demanda do momento, são os softwares de previsão e planejamento de demandas. Inserindo informações de temporadas passadas e demais dados referentes ao negócio é possível gerar previsões de estoques e vendas com acuracidade máxima.

2 – Gerenciamento do processo logístico em tempo real

Tanto para os embarcadores quanto para as empresas que transportam as cargas, o gerenciamento do processo logístico é essencial para manter o planejamento cada vez mais assertivo. Temos hoje no mercado ferramentas modernas, com sistemas de rastreamento de carga inovadores, que permitem a verificação do status de todas as cargas em todos os modais disponíveis, desde a origem até o destino final. Elas trazem muitas facilidades, como pesquisa de embarque por modal, termo de busca, além de formatar relatórios de KPIs, de acordo com a necessidade do cliente.

3 – Ferramentas para gerenciamento de risco

Esta é uma etapa de fundamental no processo logístico, pois auxilia as empresas a evitar grandes prejuízos durante as operações de armazenamento e transporte. Roubo de cargas, armazenamento incorreto, acidentes, multas e penalidades são alguns dos riscos com probabilidade considerável. Para mitiga-los é necessário utilizar uma estratégia eficiente, que garanta a entrega de acordo com as normas de qualidade. Para esta etapa do processo, existem diversas tecnologias que podem ser implantadas conforme o planejamento de cada carga. Há soluções personalizáveis, com algoritmos poderosos, que auxiliam na otimização e execução de rotas em tempo real. Outras desvendam alguns gargalos de eficiência para melhorar a experiência do cliente. Neste processo, adequar soluções de acordo com a realidade local é essencial.

4 – Integração de sistemas

Além de eliminar o retrabalho e as informações duplicadas, a integração dos sistemas que envolvem o processo logístico dá a oportunidade para que outros setores da companhia e até colaboradores de outros escritórios tenham acesso às informações do cliente, podendo, assim, auxiliá-lo a qualquer momento em um embarque ou em uma cotação.

5 – Atendimento contínuo em diferentes plataformas

Nesses novos tempos, ter acesso às informações a qualquer momento é algo esperado pelos clientes. Sabemos que a opinião dos nossos clientes é algo que suma importância. Por isso, a qualidade no atendimento é fator de escolha para fechar ou dar continuidade a um novo negócio. Diversas companhias têm investido fortemente na digitalização de seus sistemas de atendimento ao cliente, implementando novas ferramentas como o contato via Whatsapp, chatbot, dentre outros. Neste caso, o ideal é somar os novos canais aos de atendimento humano e e-mail para garantir a melhor experiência a seus parceiros. Na era digital, o investimento em CX é o caminho mais rápido e assertivo para fidelizar o cliente e conquistar novos admiradores da sua marca.

*Diego Pontes é Gerente de Tecnologia e Negócios da Asia Shipping.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo