BahiaCidadesPolíticaSalvador e RMS

Demora da ViaBahia em construir passarela na 324, em Conceição do Jacuípe, é criticada pelo deputado Robinson; “ritmo tartaruga”

Situação coloca em risco motoristas e transeuntes e vai piorar no São João, alerta Robinson Almeida

O deputado estadual Robinson Almeida (PT) criticou a demora da ViaBahia em construir uma passarela na BR 324, no km 535, no distrito do Bessa, em Conceição do Jacuípe, depois do equipamento ser derrubado, em outubro do ano passado, por uma caçamba. Até hoje nem uma estrutura provisória foi construída pela concessionária, como tinha prometido, apenas a instalação de lombadas que, na opinião do parlamentar, pode ocasionar acidentes e agravar a retenção no tráfego de veículos para o São João.

Em pronunciamento na Assembleia Legislativa, Robinson Almeida também acusou a ViaBahia de não cuidar da rodovia, que persiste com asfalto de má qualidade e buracos. Para o deputado, isso torna a concessionária responsável pelos frequentes acidentes na estrada, “tornando a BR 324 a rodovia da morte”.
 
“Esse final de semana passei por essa rodovia, como sempre faço, e pude testemunhar infelizmente vários veículos virados, acidentes graves, e me preocupa a situação particular ali no distrito de Bessa, em Conceição do Jacuípe, quebra molas foi implantado devido à queda de uma passarela e a ViaBahia não conseguiu fazer a recuperação dessa passarela. Trabalha em ritmo tartaruga, sábado não funciona, e o São João vem aí e aquele ponto será um grande ponto de retenção de tráfego na 324”, enfatizou o parlamentar, que lidera o bloco PT, PC Do B e PV na ALBA.

Almeida ainda acusou a empresa de só ter eficiência em atuar como uma caixa registradora, cobrando pedágio dos motoristas mas sem oferecer melhorias na estrada.

“Tá na hora da ViaBahia, campeã de reclamações, acordar e deixar apenas de ser uma máquina de arrecadação do dinheiro do povo, sem oferecer contrapartida de melhoria dessa importante rodovia”, afirmou o petista. “Fica esse alerta para os motoristas, rodoviários”, concluiu o legislador.  

google newa

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo