ColunasSalvador e RMSSaúde

Cuidados e prevenção na realização de procedimentos estéticos

Referência no assunto, Fisioterapeuta Dermatofuncional e Cosmetóloga Luciana Luz esclarece dúvidas sobre ramificações no tratamento.

Já faz algum tempo que os procedimentos estéticos estão entre os queridinhos da população brasileira. Pesquisas da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP) indicam que entre 2014 e 2016 o aumento de procedimentos não cirúrgicos nesse segmento foi superior a 390%. Com o crescimento da demanda, é preciso estar atento às especificidades do tratamento, uma vez que a falta de atenção e cautela podem gerar complicações aos pacientes.

Sempre atenta aos cuidados indispensáveis que antecedem a realização de qualquer procedimento estético, a Fisioterapeuta Dermatofuncional e Cosmetóloga Luciana Luz sinaliza a necessidade de uma melhor comunicação entre profissionais e pacientes. “Para fazer um procedimento é necessário saber tudo sobre o paciente: condição clínica geral, conhecimento de suas comorbidades, uso contínuo de medicação controlada, medicações de uso psiquiátrico, anticoagulantes, hábitos comportamentais quanto à alimentação, ingestão líquida, prática de atividade física e saúde endocrinológica”, explica.

“É preciso que o profissional esteja a par de tudo. Principalmente em tempos de pressa, nos quais a avaliação criteriosa foi substituída pela coleta de dados dinâmica e solitária; dando ao paciente a responsabilidade de fazer uma autoavaliação baseada nos seus próprios conceitos sobre saúde, doença e bem-estar; que depois será utilizada pelo profissional de saúde que irá lhe atender. Entretanto, muitas vezes, o paciente esquece ou omite algum dado e cabe ao profissional estar atento nas condições de saúde, relatos e aspectos do exame físico que possam denunciar algum tipo de patologia”, ressalta.

Sobre cuidados essenciais em procedimentos estéticos faciais, Luciana Luz cita que é fundamental a preservação da integridade cutânea; a pele deve estar íntegra e sadia para realização de qualquer procedimento, ou seja, nenhum tipo de lesão ou inflamação recente pode estar presente. Este paciente não deve ter se exposto ao sol, não pode ter feito uso de ácidos, não pode ter realizado depilação à laser, nem estar em uso de Ruocutan ou qualquer medicação fotossensível.

Chamando atenção para as dessemelhanças que um mesmo procedimento pode ter em diferentes tipos de pele, a profissional destaca que “O Tecido do cliente, a condição de saúde, nível de sedentarismo e nível de comprometimento com autocuidado fazem a diferença. Um procedimento lipolítico em um homem de meia idade que cuida de sua saúde e se exercita diariamente é mais eficaz e seguro do que em uma mulher jovem e sedentária, por exemplo”, explica a cosmetóloga.

“Os procedimentos estéticos são a exteriorização de uma mudança interna. O cuidado com a aparência reflete muito a atenção que a pessoa tem consigo mesma. A saúde mental e a física estão interligadas, sendo importante prestar atenção aos sinais do corpo, alimentação saudável e bons hábitos acima de tudo para que a beleza reflita uma vida plena de presença e não apenas um aspecto exterior belo sem saúde”, finaliza Luciana.

Para saber mais sobre o uso responsável de cosméticos, siga Luciana Luz no Instagram – instagram.com/lusilvaluz.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar