ColunasSaúde

Você mulher, descubra como saber se está com problemas hormonais

Reunimos aqui as perguntas mais frequentes sobre como saber se estou com problemas hormonais para tirar todas as suas dúvidas sobre o assunto. Confira!

Nosso sistema endócrino é essencial para o bom funcionamento do organismo, mas como saber se estou com problemas hormonais?

Quando há um desequilíbrio hormonal em razão de flutuações naturais, como na puberdade, na gestação ou menopausa, ou crônicas, em caso de doenças, determinados sintomas podem surgir.

Saiba que uma superprodução ou baixa produção de hormônios é o que causa esses desequilíbrios, porém, como cada período de vida é diferente, o tratamento será com base em diferentes fatores.

Para tirar todas as suas dúvidas sobre a possibilidade de estar ou não com problemas hormonais, reunimos aqui as perguntas mais frequentes, mas apenas um médico é capaz de diagnosticar e tratar, ok?

O que são hormônios?

Em primeiro lugar, vamos entender melhor o que são hormônios, e depois vamos mostrar os sintomas que podem te ajudar a como saber se estou com problemas hormonais.

Os hormônios são substâncias químicas produzidas pelas glândulas do nosso sistema endócrino, as quais viajam no sangue até chegar aos tecidos e aos órgãos, e então enviar mensagens ao nosso corpo.

Por exemplo, apetite, sono, humor, ritmo cardíaco, nível de estresse, libido ou ainda a temperatura corporal.

As mulheres, assim como os homens, podem sofrer problemas hormonais, mas são diferentes, porque as mulheres possuem órgãos endócrinos e ciclos diferentes.

Por exemplo, diversos hormônios afetam a função reprodutora do útero ao longo da vida, e os principais são o estrogênio e a progesterona.

Como saber se estou com problemas hormonais?

Os desequilíbrios hormonais acontecem quando há muito ou muito pouco de um hormônio no sangue. Por causa de seu papel essencial, isso pode causar problemas, os quais podem provocar efeitos secundários em todo o corpo.

Então, como saber se estou com problemas hormonais? Veja os sintomas mais comuns:

  • Ganho ou perda de peso inexplicável;
  • Transpiração excessiva;
  • Problema de sono;
  • Maior sensibilidade ao frio ou ao calor;
  • Pele muito seca;
  • Erupções cutâneas;
  • Fadiga sem explicação;
  • Irritabilidade;
  • Dores de cabeça;
  • Urinar com mais frequência;
  • Gases;
  • Redução da libido;
  • Entre outros.

A lista é longa, no entanto, os sintomas de um problema hormonal dependem das glândulas e dos hormônios afetados, e para diagnosticar, é possível realizar um exame de sangue a fim de detectar qualquer alteração.

É bom lembrar que se a pessoa estiver passando por algum tipo de tratamento, por exemplo, tratamento de melasma, é importante informar ao médico para avaliar se não pode afetar a função dos hormônios.

Como tratar problemas hormonais?

Respondida a sua pergunta como saber se estou com problemas hormonais, e no caso do médico confirmar o diagnóstico, como tratar?

O tratamento varia de acordo com a causa, e em cada caso de desequilíbrio hormonal, os cuidados e os tratamentos são individuais.

Hoje em dia, existem diferentes medicamentos para reduzir os sintomas ligados a esse tipo de problema, mas apenas o médico poderá prescrever o mais indicado para o seu caso.

Às vezes, a reposição hormonal pode ser indicada para mulheres na menopausa, para ajudar a tratar os calores e os suores noturnos, por exemplo.

Qual tratamento natural para os problemas hormonais?

Para tratar os problemas ou desequilíbrios hormonais, uma mudança de estilo de vida é muito eficaz, passando por uma alimentação rica em cálcio e vitamina D, mas também por:

Enfim, um acompanhamento psicológico pode ser útil para pacientes cujos problemas hormonais estejam afetando sua qualidade de vida.

É também possível recorrer a medicinas alternativas, como as plantas medicinais e acupuntura.

O ideal é sempre conversar com seu médico antes de optar por um método alternativo para tratar o desequilíbrio hormonal.

Considerações finais

Sua pergunta se como saber se estou com problemas hormonais foi respondida? E você tem notado alguns dos sintomas listados acima?

Então, marque logo uma consulta com um endocrinologista para o correto diagnóstico e tratamento adequado.

Leia também: Infertilidade masculina já tem recorrência igual à das mulheres

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo