ColunasSaúde

Boxe ajuda a melhorar autoestima de idosos e pessoas com deficiência

Ascom

A atividade física traz benefícios para a coordenação motora, aumenta a força física e alivia o estresse

A perda de peso é um dos benefícios mais buscados por quem pratica o boxe como atividade física para melhorar a qualidade de vida, mas além de ajudar a manter o corpo desejado, o esporte também contribui para melhorar a coordenação motora, a força física e aliviar o estresse.

“A prática do boxe libera endorfina, substância produzida pelo cérebro, que gera bem-estar e diminui a produção do cortisol, um dos causadores do estresse. A atividade ainda alivia a tensão muscular, que causa dores em boa parte do corpo”, explica o professor e técnico de boxe da academia Bodytech Salvador, Jailson Santos.

Segundo o Centro para Controle e Prevenção de Doenças (CDC) dos Estados Unidos, o boxe é a atividade física que tem a melhor combinação de exercícios para quem busca reduzir os riscos da obesidade, problemas cardíacos,osteoporose e câncer.

“Esse esporte estimula o metabolismo, fazendo com que o aluno tenha um emagrecimento saudável. A sua prática pode garantir queima de até 1.000 calorias durante uma aula, a depender da intensidade dos golpes e do preparo físico do praticante”, afirma Jailson Santos.

Inclusão
Qualquer pessoa pode fazer aulas de boxe, desde que seja respeitada a individualidade física de cada praticante e suas restrições a determinados estímulos.

“Na academia Bodytech recebo pessoas com perfis diversos. Tenho, por exemplo, um aluno de 72 anos. Ele diz que nunca se sentiu tão jovem desde que começou a praticar o boxe. Também temos um aluno com síndrome de Down, o Álvaro Borges, que tem uma autoestima elevada e, segundo a família, a prática do boxe tem ajudado ele a se socializar”, relata o professor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar