BahiaBrasil

Agricultura Familiar da Bahia na I Feira Nordestina, no Rio Grande do Norte

A produção diversificada e qualificada da agricultura familiar da Bahia desembarca em Natal, no Rio Grande do Norte, de 15 a 19 de junho, na I Feira Nordestina da Agricultura Familiar e Economia Solidária (Fenafes). Em um estande de 84 metros quadrados, 22 cooperativas baianas vão comercializar mais de dois mil produtos das diferentes regiões do estado.

Tem café gourmet, chocolates, flocão de milho não-transgênico, cortes finos de caprinos e ovinos, mel, castanha, pasta de castanha de caju, doce de goiaba com acerola, frutas desidratadas como abacaxi, jaca e banana, cervejas artesanais de licuri, nibs de cacau e umbu, produtos artesanais de povos indígenas e quilombolas e muitos mais.

A Feira é inspirada na Feira Baiana da Agricultura Familiar e Economia Solidária da Bahia, realizada em Salvador, pela Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), e tem o objetivo de fortalecer iniciativas integradas de políticas públicas em torno do Programa de Alimentos Saudáveis do Nordeste, principal bandeira dos estados que compõem o Consórcio Nordeste.

Sucesso em edições anteriores, a Bahia também leva para o evento os quiosques de alimentação Chocolateria, Umbuteria, Licuriteria, Beijuteria e Bodeteria que prometem conquistar o público com seus sabores derivados de chocolate, umbu, licuri, mandioca e cortes de caprinos e ovinos, respectivamente.

O evento visa ainda proporcionar o intercâmbio de políticas públicas envolvendo governos e movimentos sociais, fortalecer o cooperativismo solidário e a comercialização desses produtos. Também serão realizadas formações, com palestras, oficinas e cursos sobre acesso à terra, sistemas agroalimentares, produção de alimentos saudáveis e agroecologia. A previsão é receber um público visitante de mais de 10 mil pessoas durante os cinco dias do evento, que terá entrada gratuita.

A participação das cooperativas da agricultura familiar da Bahia na Fenafes é uma iniciativa do Governo do Estado, por meio da Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), empresa pública vinculada à SDR, com cofinanciamento do Banco Mundial e do Fida, respectivamente.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo