BrasilColunas

Confira cinco Museus incríveis que vale a pena conhecer aqui no Brasil

De acordo com o Museubr (Rede Nacional de Identificação de Museus), o Brasil conta com mais de 3.800 espaços culturais dessa categoria, sendo 72% deles públicos e 28% privados. 

Promovendo cultura, aprendizagem e maior entendimento da sociedade, os museus são espaços para pessoas de todas as idades e histórias, além de contribuírem para a formação do cidadão. 

Mas diferente da França, que tem o Museu do Louvre como seu maior representante, o Brasil não tem um consenso quando a história é sobre esse tipo de espaço cultural. Com vários locais espalhados por todo país, fica difícil escolher qual é o maior e mais importante museu.

5 Museus brasileiros incríveis

Ainda que o país tenha inúmeros museus, espalhados de norte a sul, que mostrem mais sobre diferentes temas, todos refletem a ciência, história e cultura. Por isso, neste artigo, separamos 5 museus incríveis, com variadas temáticas e em diferentes estados que você precisa conhecer. Confira!

  1. Museu do Amanhã (Rio de Janeiro, RJ)

Cr. Mariordo –  Creative Commons Attribution-Share Alike 4.0 International

Projeto do arquiteto Santiago Calatrava, o Museu do Amanhã localiza-se no Píer Mauá, no município do Rio de Janeiro (RJ) e foi inaugurado em 2015. É um museu de ciências, mas que trata também das consequências das mudanças climáticas e dos problemas ambientais.

Com isso, o Museu do Amanhã coleta dados científicos globais e tem parceria com universidades brasileiras e consultoria de profissionais das áreas de astronomia, ciências sociais e climatologia. 

Além disso, o museu visa transformar a ideia mundial do Rio de Janeiro, como a cidade do Cristo Redentor, de praias e carnaval, oferecendo também um grande espaço cultural, que ainda reurbanizou a zona portuária do Píer Mauá. 

Os ingressos para o Museu do Amanhã custam R$ 30,00 a inteira e R$ 15,00 a meia, fornecida a pessoas de 6 a 21 anos, estudantes e professores. Pessoas com deficiência (PCD) e acompanhante pagam R$ 7,50. 

  1. Museu do Futebol (São Paulo, SP)

Cr. Luís Blanco / Governo do Estado de São Paulo – Creative Commons Attribution 2.0 Generic. 

Amantes de futebol não podem deixar de conferir o Museu do Futebol, inaugurado em 2008, na cidade de São Paulo (SP). Com várias histórias, curiosidades e outros assuntos envolvendo o esporte, o museu foi construído dentro do Estádio Municipal Paulo Machado de Carvalho (também conhecido como Pacaembu). 

O espaço mostra a história do futebol, desde seu começo no Brasil até os dias de hoje. Dessa forma, o visitante pode conhecer mais sobre a história do país e sua performance nas Copas do Mundo, além do acesso a diversas informações. 

Com 15 salas temáticas, o Museu do Futebol tem três andares dedicados ao esporte mais querido pelos brasileiros. O espaço também tem exposições temporárias, como a dedicada ao Pelé, considerado um dos maiores atletas de todos os tempos. 

O valor inteiro do ingresso é de R$ 20,00 e a meia-entrada custa R$ 10,00 mediante apresentação de documento comprobatório. Crianças de 7 anos e PCDs não pagam. Além disso, às terças-feiras, a entrada no museu é gratuita. 

  1. Museu Oscar Niemeyer – MON (Curitiba, PR)
Divulgação

Cr. Museu Oscar Niemeyer – divulgação. 

Inaugurado no dia 22 de novembro de 2002 sob o nome Novo Museu, o espaço foi reinaugurado em 2003, recebendo o nome de Museu Oscar Niemeyer. Também conhecido como MON, o complexo de dois prédios está no Centro Cívico de Curitiba, Paraná, e tem mais de 35 mil metros quadrados. 

Desenhado por Oscar Niemeyer, um dos arquitetos responsáveis pelo desenvolvimento da arquitetura moderna no Brasil, o MON foi projetado em 1967 e reformado, ganhando um anexo projetado também pelo arquiteto. 

O espaço tem grande foco em artes visuais, arquitetura e design. Antes da pandemia da Covid-19, recebeu, em 2019, 380 mil visitantes. Com suas 14 mil obras de arte, é considerado um dos grandes museus da América Latina. 

Seu ingresso em preço inteiro é de R$ 30,00, enquanto estudantes, professores, doadores de sangue, pessoas com deficiência, titulares da ID Jovem e portadores de câncer podem pagar meia-entrada no valor de R$ 15,00. 

  1. Inhotim (Brumadinho, MG)

Cr. Vinicius Depizzol – Creative Commons Attribution-Share Alike 2.0 Generic

O Instituto Inhotim, em Brumadinho, Minas Gerais, é considerado o maior museu a céu aberto do mundo e seu grande acervo de arte contemporânea é um dos mais relevantes do Brasil. 

Localizado em uma área de mais de 786,06 hectares, parte de seus domínios é uma área de preservação, já que o museu está dentro da Mata Atlântica. Inaugurado em 2006, seu acervo conta com obras de Portinari e Di Cavalcanti. 

Segundo o site de viagens TripAdvisor, o Inhotim é um dos 25 museus mundiais mais bem avaliados por seus visitantes. Seu ingresso custa R$ 50,00, com a meia-entrada no valor de R$ 25,00. Na última sexta-feira de cada mês, a entrada é gratuita mediante compra antecipada. 

Além disso, crianças de 0 a 5 anos não pagam. Estudantes, idosos, pessoas com deficiência e professores têm direito à meia-entrada. 

  1. Museu Ricardo Brennand (Recife, PE)

Cr. Portal da Copa via Wikimedia Commons – Creative Commons Attribution 3.0 Brazil

Também conhecido como Instituto Ricardo Brennand (IRB) e Castelo de Brennand, o IRB foi inaugurado em 2002 e possui a maior coleção do pintor Frans Post, primeiro artista a pintar panoramas nas Américas. O holandês foi também o primeiro a retratar paisagens brasileiras. 

O local ainda abriga mais de 3 mil peças e 27 armaduras medievais. Com três prédios abertos para o público, o complexo arquitetônico possui, ainda, um belo jardim e uma biblioteca com mais de 60 mil livros. 

Localizado na Rua Mário Campelo, em Várzea, Recife, os ingressos para o Museu Ricardo Brennand custam R$ 40,00. PCDs, estudantes, professores e idosos podem pagar R$ 20,00 mediante documentação comprobatória. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo