Colunas

4 dicas de brincadeiras para entreter seu pet em casa

Brincar com os animais de estimação também é uma das responsabilidades dos tutores

Cuidar de um animal de estimação exige bastante responsabilidade. É necessário alimentá-lo no horário correto, limpar suas necessidades fisiológicas, levá-lo para se vacinar e passear, e cuidar de sua saúde num geral. Entretanto, esses não são as únicas obrigações dos tutores. Brincar com o pet é também uma responsabilidade muito importante, principalmente para que o animal extravase a energia acumulada ao longo do dia. 

Para muitos, a brincadeira com o pet, especialmente cães, é simplesmente jogar uma bolinha e deixar com que ele se divirta. No entanto, os médicos veterinários recomendam atividades e brincadeiras variadas para cães e gatos, de forma que o corpo e a mente sejam desafiados de maneiras diferentes para maior desenvolvimento cognitivo e corporal do animal. Portanto, é necessário abusar da criatividade e criar formas de gastar a energia dos pets.

Cabo de guerra

Se o cão gosta de brincar com panos e brinquedos longos, como bichinhos de pelúcia), então o cabo de guerra pode ser uma ótima opção. Para essa brincadeira, basta apenas uma corda forte. No caso, é recomendado usar aquelas próprias para animais, evitando materiais que possam machucar a boca e a gengiva dos bichos. 

Tendo uma corda, o tutor segura uma das pontas e o cachorro morde a outra. Muitos cães, principalmente os de grande porte, gostam que haja bastante resistência na corda. Assim, eles podem puxar de um lado para o outro, fazendo com que eles se dediquem totalmente na brincadeira. É preciso, no entanto, tomar cuidado para não puxar a corda com muita força e machucar os dentes do pet.

Pista de obstáculos

Essa é uma brincadeira ótima para cães que possuem muita energia e gostam de correr. Montar uma pista de obstáculos é muito fácil, já que qualquer objeto pode ser utilizado — como baldes, caixas de papelão, bancos, cadeiras, bambolês, etc. Caso o cão não seja adestrado, provavelmente será necessário utilizar petiscos ou brinquedos que o animal gosta para ele entender e seguir a brincadeira. 

Com isso, o próprio tutor começa a correr pelo circuito com esse atrativo em mãos, fazendo com que o animal o siga. Assim, com o exercício de repetição, o animal já irá entender melhor a brincadeira.  

Esconder ração ou biscoitinhos

Essa brincadeira pode ser feita tanto com cães quanto com gatos, sendo benéfica para manter o sistema cognitivo do animal bem ativo. Se o pet gosta de algum petisco saboroso, é possível “esconder” dentro de objetos os quais ele terá que “quebrar a cabeça” para resolver. 

Um exemplo muito simples é utilizar uma caixa de papelão fechada com o petisco dentro, mas com alguns furos de tamanho suficiente apenas para o pet enfiar a pata e tentar colocar o alimento para fora. Atualmente também já existem as bolas interativas guarda ração, que contém pequenos buracos por onde a ração sai à medida que o pet brinca e entende como ela funciona.  

Vara de pescar

Essa brincadeira é muito usada para gatos, visto que esses animais adoram objetos pequenos em movimento. Aqui, basta amarrar um pedaço longo de barbante na ponta de uma vara e, na outra ponta, colocar algo leve como uma bolinha ou penas. Feito isso, o tutor pode ficar escondido e usar essa “isca” para atrair o gato, que irá se divertir bastante caçando o brinquedo pela casa. 

google newa

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo