Saúde

11 cereais que podem ajudar a emagrecer

O arroz, o trigo ou milho são alguns dos cereais mais comuns em nossa cozinha. No entanto, esse grupo de alimentos oferece uma enorme variedade de opções, muitas delas adequadas para pessoas com doença celíaca, e que muitos ainda não conhecem. Conheça os benefícios e propriedades desses alimentos e prepare um espaço maior na sua despensa.

Milho

O milho apresenta uma das fontes mais importantes de minerais e proteínas de origem vegetal. Ele é rico em antioxidantes e possui alto teor de fibras. Além disso, ele é um cereal sem glúten, o que o torna um alimento perfeito para dietas celíacas.

Comê-lo assado intensifica o seu sabor e produz um cheiro irresistível, até mesmo para os pequenos, que também podem consumi-lo.

Espelta

É uma variedade de trigo cujo consumo não para de crescer há algum tempo e é conhecido por diversos nomes, entres eles: trigo vermelho. É rico em vitamina B, ferro e cobre. Estudos garantem que a sua ingestão esteja relacionada a importantes benefícios à saúde, como a redução de riscos cardiovasculares ou fortalecimento do sistema imunológico.

Embora seja um alimento com um teor mais leve de glúten do que os trigos que normalmente são usados ​​para fazer pão, a espelta é um alimento proibido para celíacos.

Quinoa

A quinoa é muito rica em ferro, fósforo, cálcio e vitaminas e possui baixo teor de gordura. É também uma excelente fonte de proteína e não contém glúten o que a torna ideal para pessoas celíacas.

Ela pode ser preparada como o arroz ou juntamente com ele. Não se limite somente à salada de quinoa que é o seu consumo mais popular. Há diversas possibilidades de preparar esse alimento, portanto, abuse da criatividade.

Amaranto

Ainda não é um alimento muito comum para as pessoas, porém é bem conhecido para os veganos devido ao seu alto teor de proteína. O amaranto também é rico em fibras e vitaminas que podem ajudar a reduzir o colesterol. Este cereal é adequado para celíacos. Você pode consumi-lo cru misturando os grãos no iogurte (para aproveitar ao máximo suas propriedades) ou pode usar como ingrediente para fazer bolo ou biscoitos, por exemplo.

Aveia

A aveia é um alimento prático e muito nutritivo. Os seus benefícios para a saúde são incontáveis. Entre eles, controla a pressão arterial, regula o trânsito intestinal e reduz o colesterol ruim (LDL). O cereal em si, não contém glúten, porém na maior parte do mundo, ele é processado juntamente com o trigo. Por isso, observe sempre as informações da embalagem.

Trigo Sarraceno

Ele é na verdade uma semente e não um cereal como o trigo comum. É também conhecido como trigo mourisco e sua grande vantagem é que ele não possui glúten, podendo ser usado como substituto da farinha comum em preparações de bolos, pães, tortas etc. Devido ao seu alto valor nutritivo, pode ser consumido também no lugar do arroz ou usado para incrementar sopas ou saladas.

Arroz Integral

Ainda não incluiu o arroz integral em sua dieta? Como ele não passa pelo processo de refinamento, mantém praticamente todos os seus nutrientes. Ele é um alimento que possui fibras, proteínas, vitaminas e que proporciona maior sensação de saciedade.

Teff

O Teff é um dos menores grãos do mundo, porém o seu tamanho não o impede de ser um dos mais nutritivos também. É uma ótima fonte de proteínas, antioxidantes, possui carboidrato de baixo índice glicêmico e alto teor de fibras. Também é muito rico em ferro, cálcio e vitaminas do grupo B e K. E outro fator importante: é adequado para celíacos, pois não contém glúten.

Centeio

É uma ótima fonte de fibras, proteínas, vitaminas e minerais, propriedades que o tornam uma boa opção para as dietas de emagrecimento. O centeio também é utilizado para fazer cerveja e outras bebidas, sendo um dos cereais mais consumidos do mundo. Alguns estudos demonstraram a eficácia em comer de duas ou três fatias de pão de centeio diariamente para reduzir o risco de doença cardíaca coronária.

Bulgur

Também chamado de triguilho, é um grão rico em vitaminas do complexo B, fibras, proteínas e minerais. Possui baixo índice glicêmico e seu alto teor de fibras diminui a absorção de açúcares. Apesar de ser um alimento muito rico, pessoas com intolerância ao glúten, não devem consumi-lo, uma vez que se trata de um grão feito a partir do trigo.

É um bom substituto para a carne e um alimento muito consumido pelos veganos.

Cevada

A cevada se destaca por seu alto teor antioxidante sendo rica em minerais como:  zinco, manganês e cobre. As fibras presentes no cereal estimulam o funcionamento do intestino, além disso, ele possui propriedades diuréticas, melhora a oxigenação das células, estimula a circulação e acelera o metabolismo.

Por que os grãos integrais são recomendados na dieta?

A verdade é que na maioria das despensas, muitos desses cereais ainda são um elemento estranho. No entanto, são alimentos muito nutritivos e fáceis de serem incluídos no menu semanal. Por serem ricos em fibras, são ótimas opções para quem está tentando perder peso, uma vez que trazem a sensação de saciedade duradoura. Os especialistas em nutrição dizem que, para aproveitar ao máximo as virtudes nutricionais dos cereais, eles devem ser consumidos inteiros para que sejam preservados todos os seus nutrientes e fibras insolúveis. De acordo com um estudo publicado na Public Health Nutrition, os cereais ajudam a controlar o peso e evitam que a gordura se acumule no abdômen. Portanto, adicionar cereais na alimentação faz bem para a saúde e para a aparência.

3 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo
%d blogueiros gostam disto: